Saiba por que o Beach Park é realmente ‘Insano’

Sonhando com a adrenalina do Beach Park? Confira as dicas e tudo o que você precisa saber para curtir ao máximo um dos melhores parques aquáticos do mundo.

Saiba por que o Beach Park é realmente ‘Insano’

 

Fomos ao Beach Park comemorar os 30 anos  de funcionamento e conhecer o novo lançamento radical do parque: o maior tobogã de água do mundo, o ‘Vaikuntudo’

 

Por Carolina Teixeira

Estar de volta ao Beach Park, após exatos 15 anos é totalmente surreal. Isto porque ele fez parte da minha vida em um momento único: primeira viagem de avião, primeira viagem ‘de verdade’ com a mãe, primeiro super parque aquático, primeiro brinquedo realmente Insano – sim estou falando daquele toboágua de 45 metros que te leva nos ares, literalmente, e tudo isso embrulhado para presente.

Do tipo de emoção para guardar e sempre recordar como se tivesse acontecido ontem. Da primeira vez eu fiquei apenas uma tarde e já achei demais, desta vez não foi diferente, ainda mais estando hospedada em um dos seus resorts.

Durante o percurso no Porto das Dunas, em Aquiraz, observei o quanto o parque transformou seu redor. Com muito mais casas, hotéis, restaurantes etc, e o parque não está mais isolado no meio do nada.

 

O Beach Park

São 30 anos de diversão e muitas coisas me lembravam a minha primeira ida ao parque com minha mãe, a entrada, a correnteza encantada, o Insano, a animação e até o colorido do parque. Eu não via a hora de largar tudo e me divertir em todos os brinquedos como se estivesse voltando no tempo. E desta vez a sensação também era diferente porque estava lá a convite do Beach Park para conhecer as novidades neste ano de comemoração do parque e contar tudo que há de melhor – e também pior – para você.

Como chegar:

O Beach Park está a 25 km de Fortaleza, cerca de 40 minutos. Para o percurso você pode optar por táxi, ônibus ou até o traslado do parque.

O Ônibus Beach Park passa, pela manhã, por cinco hotéis em Fortaleza e está incluso no valor. O retorno acontece às 17h. É preciso garantir a vaga em um ponto de vendas ou no contato transfer@beachpark.com.br / (85) 4012-3087/ (85) 8208-8714.

Seguem os horários:

* Horários sujeitos a alteração

Aluguel de carros:

O Caio e a Vi, por exemplo, alugaram um carro quando foram a Fortaleza. Isso porque estavam com as malas para seguirem viagem à Jericoacoara, então precisariam de um lugar para deixa-las enquanto curtiriam 1 dia no parque depois. Valeu a pena, a diária do carro custa cerca de R$ 80,00.

Prefere ir de táxi? Te mostramos os valores:

Saindo do Aeroporto:

Bandeira 1 – cerca de  R$ 90,00

Bandeira 2   - cerca de R$ 120,00

 

O parque e os brinquedos:

São mais de 18 atrações para todos os tipos de emoções. Além dos restaurantes, lanchonetes, cadeiras de descanso e apresentações no decorrer do dia da Turma do Parque. Agora legal mesmo é saber que o Beach Park e a praia estão tão próximos, assim não tem como enjoar, dá para aproveitar a água doce e a salgada o quanto quiser. É, ou não é, para curtir e esquecer da vida?!

Os preços são um pouco salgados, mas vale muito a pena para quem for com família passar um feriado. Quanto mais dias você ficar no parque, menos você vai pagar.  Vale a pena pegar um armário para deixar os pertences durante o dia e o cartão de consumo.

tabela beach park 

 

Para quem quer ficar tranquilo:

Os brinquedos mais familiares servem para quem quer apenas relaxar de modo divertido enquanto sentem a água banhando o corpo, como o Acqua Circo e Show com seus constantes esguichos de água e a Correnteza Encantada que te leva para um passeio – deitado em uma boia – por quase todo o parque.

 

Correnteza Encantada - Beach Park

Correnteza Encantada – Beach Park

 

Para quem quer emoção, mas nem tanto:

Nas atrações moderadas, para os que estão começando a se arriscar um pouco mais. É preciso preparar as pernas e respirar fundo para subir, pelo menos, sete vezes as escadas e garantir a ida em todos os toboáguas do Ramubrinká. São velocidades e rodopios variados, podendo ser curtidos com boias individuais e duplas, além das individuais sem boias. Eu gostei mais do toboágua vermelho e o azul, apesar de o preto ser interessante já que fica tudo muito escuro.

 

 

As atrações mais radicais:

O aquecimento é válido para criar mais coragem e encarar o Insano, o Kalafrio e o Arrepius. O Kalafrio é um half – tipo de skate – de quase 90° cuja descida acontece em uma boia com duas pessoas. É o clássico que você não dá nada, mas ao ver do alto sente uma leve tremedeira e começa a se questionar se vai, ou não vai. A dica: não pergunte, vá!

No Arrepius são 5 toboáguas diferentes. A delícia do Arre Égua está em curtir com quatro pessoas as curvas e caldos levados no decorrer do passeio, dá para rir um do outro sem parar. Já o Arre Ema é mais suave, porém, nos leva em uma imensa tigela onde tudo pode acontecer, até virar de costas. E lá encontrei um dos monitores mais empolgados de todo o parque, afinal de contas “se virar, virou”.

Já o Arre Doidus, muito conhecido como cápsula, é para quem tem sangue frio, o que não foi o meu caso, sério, eu até pensei em ir, mas quando ouvi o barulho, desisti. São 25 metros de queda livre dentro de uma cápsula, mas a questão é: o chão abre e você simplesmente cai!!! Tá Doidus! Não dava para mim, aos amigos mais corajosos a certeza de ser uma adrenalina imperdível! O Caio e a Vi foram, claro né gente, já viram quantas coisas bizarras eles foram?! Eles disseram que vale muito a pena para quem tem coragem, tem até um vídeo olha aí:

 

 

Como se não bastasse, o parque deve inaugurar – no próximo mês – o maior toboágua ‘tornado’ do mundo. O Vaikuntudo possui uma torre de 25 metros de altura – praticamente um prédio de seis andares –, um funil de 18,5 metros de abertura e um tubo de 240 metros. Resumindo, não é para os fracos e sim para os que adoram uma emoção que cala qualquer grito no meio do caminho. Pensa só, são 20 segundos de descida!!!

 

Maquete do Vaikuntudo

Maquete do Vaikuntudo

 

Nossas Dicas:

Eu se fosse você, além de largar tudo no armário, também escolheria uma roupa de banho bem confortável, evitando sustos nos brinquedos. Lembrando que os brinquedos com boias são mais confortáveis e machucam menos o bumbum.

Ah, não compensa ficar levando celular, go pro ou qualquer outra câmera para lá e para cá. Faça um giro tirando fotos, fazendo filmagens e depois guarde no armário, fique com as mãos e pés livres, assim poderá curtir tudo ao máximo.

 

Testamos e recomendamos: Wellness Beach Park Resort.

 

Um dos hotéis da Rede Beach Park, o Wellness Beach Park Resort tem fachada simples e familiar. Aqui entre nós, me lembrou um pouco o resort que me hospedei na Disney. O lobby amplo dava as boas vindas enquanto exibia o azul de sua principal piscina e os toboáguas do parque – sim, dava para ver dali. A equipe fez questão de me lembrar da eterna hospitalidade e simpatia dos cearenses.

O Wellness Beach Park Resort é o caçula em um complexo com mais três resorts: o Suites Beach Park Resort, Acqua Beach Park Resort e Oceani Beach Park Resort. A ideia é de um lugar mais “à vontade”, mais familiar e para amigos que adoram viajar juntos, a razão é simples, ele possui apart hotéis com possibilidade de até sete pessoas em um mesmo apartamento. Ao melhor estilo colônia de férias também possui programação diária para todas as idades.

 

Wellness Beach Resort, do Complexo Beach Park

Wellness Beach Resort, do Complexo Beach Park

 

As três piscinas estão distribuídas pelos prédios, na principal o Bar Molhado serve drinks exóticos e até pratos à la carte, mas esqueça a ideia de curtir a piscina de noite enquanto bebe algo deste bar, apesar de a piscina ficar aberta até as 20h o bar fecha perto das 18h. No prédio principal, você encontra a academia, uma hidromassagem, saunas, o salão de jogos, a sala de internet, a brinquedoteca, o restaurante, o bar e o Spa.

 

Complexo do Welnness Beach Park Resort

Complexo do Welnness Beach Park Resort

 

O Spa é o único na rede e oferece massagens em salas individuais e para casais, eu se fosse você não perderia a oportunidade de fazer a reflexologia, é dos deuses!

O restaurante Azul do Mar oferece cardápios temáticos sem perder a identidade local, muitas vezes até brinca com os dois, humm já sinto água na boca só em lembrar do peixe ao molho de tequila da noite mexicana, me surpreendeu. O café da manhã é caprichado, com direito a cuscuz e tapioca sendo feitos na hora para você, eu, que não sou boba nem nada, já fui logo para o cuscuz recheado de carne de sol acompanhado de um queijo coalho grelhado. Confesso só não ter gostado muito da ideia do café ser de máquina, mas, não estava de todo ruim.

 

Pãezinhos do café-da-manhã, no Wellness Beach Park Resort

Pãezinhos do café-da-manhã, no Wellness Beach Park Resort

 

Os apartamentos são bem equipados, sem muitos diferenciais e com possibilidades de encontrar dificuldade em se conectar na internet – a primeira questão é que a internet custa R$10 por dia e ainda existem muitos pontos cegos – não só nos apartamentos. A TV a cabo não tem muitas opções de canais, mas, sinceramente, a última coisa que vai querer é ficar dentro do quarto, com tanta coisa para fazer do lado de fora, você voltará apenas para tomar uma ducha e dormir, e neste quesito, eles são realmente impecáveis. Cama super acolhedora e ducha caprichada.

 

Apartamento do Wellness Beach Resort

Apartamento do Wellness Beach Resort

 

Com toda certeza é um passeio inesquecível e para todas as idades, sendo a experiência mesclada ao resort ou de um dia no parque. O Beach Park se renovou na minha memória e não deixou a desejar com relação às antigas lembranças, pelo contrário, não vejo a hora de voltar e levar outros comigo – quem sabe até, arriscar o novo brinquedo e a cápsula… Quem sabe!

E aí, gostou? Comente aqui ou compartilhe com seus amigos :)

 

 

Deixe uma Resposta para jean oliveira Cancelar Resposta

11 Comentários

  1. Pingback: Os 20 lugares mais bonitos do Brasil - pela visão dos gringos - Blog Viva o Mundo

  2. Jennifer

    Pelo amor de Deus, as meninas só podem tomar banho de biquini?

    -3
  3. Paulo

    Beach Park é um lugar inacessível até pra maioria dos fortalezenses. Só rico se dá ao luxo de ir a um lugar tão caro.

    -1
  4. Camilla

    Tenho uma dúvida, você acha que é imprescindível saber nadar. Como funciona ?

    • vivaomundo

      Olá, Camila,

      Nos brinquedos de bóia, não é necessário saber nadar, porque você vai sentada.

      Agora não recomendo ir nas piscinas :).

      Fico à disposição.
      Abs,

      -1
  5. Pingback: Saiba por que o Beach Park é realmente ‘Insano’ | #DicaDoDiaViagem

  6. Pingback: Os 20 lugares mais bonitos do Brasil – pela visão dos gringos – Imagine Brasil

  7. Carolina

    Para descer nos brinquedos – por exemplo o insano – tem que usar somente biquíni ou pode descer de short mais sendo aqueles de pano – tipo aqueles que usam na praia -.

  8. jean oliveira

    oi, como funciona? paga-se a entrada e cada brinquedo la dentro ou a entrada já cobre os brinquedos lá dentro?

    -1