Início » viva os destinos
Tag:

viva os destinos

O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis

Selecionamos os melhores passeios para colocar na lista de o que fazer em Bonito em 4 dias.

Se algum dia você deixou de se orgulhar por ser brasileiro (seja pela política, futebol, economia, insegurança, etc) posso te dar um conselho: uma viagem a Bonito vai curar este sentimento.

Bonito, no Mato Grosso do Sul é desses lugares que faz você refletir no potencial do país, nas maravilhas naturais que nos cercam e em como o Brasil – ou até mesmo o mundo – poderia ser melhor se seguisse o exemplo desta pequena cidade do interior sul-matogrossense.

Com menos de 20 mil habitantes, a cidade dá um show em questão de preservação ambiental e mostra o que é a verdadeira essência do ecoturismo. Descubra o que fazer em Bonito em 4 dias e quais são os melhores passeios dessa região no Pantanal!

Qual é a melhor época para visitar Bonito?

Bonito é bom o ano todo. Não há melhor época para visitar a região, mas existem as melhores épocas para cada tipo de passeio.

Se você quiser curtir um dia mais longo até às 20h, temperatura quente e conhecer as fantásticas grutas, a melhor época para ir é entre os meses de dezembro e janeiro. Apesar de ser verão, é neste período que o sol bate dentro das cavernas e ilumina as paredes e águas cristalinas do Abismo Anhumas e da Gruta do Lago Azul.

Se você é mergulhador ou adora um snorkeling, vai precisar ir várias vezes ao ano, rs! Enquanto o mergulho no Abismo Anhumas é melhor no verão, a Lagoa Misteriosa (um dos lugares mais impressionantes de Bonito), fecha de meados de outubro a meados de abril por conta da proliferação de algas, um processo que ocorre todos os anos e deixa a água turva.

Já as flutuações (imperdíveis por lá) ficam abertas o ano todo, como a do Rio da Prata e do Rio Sucuri. Porém, no inverno, é época das sucuris entrarem na água e você terá mais chance de encontrá-las por lá.

Elas gostam de ambientes quentes e a temperatura da água sempre beira os 26º, em todas as estações. Segundo os guias locais, não há perigo nenhum em fazer as flutuações nesta época. As sucuris são cobras preguiçosas, que não caçam dentro d’água (ou seja, você estará são e salvo, rs!).

Agora, vamos às dicas de o que fazer em Bonito em 4 dias?

O que fazer em Bonito em 4 dias

Se você está pensando na possibilidade de conhecer Bonito em um feriado de 4 dias, nós dizemos que dá: mas sem tempo de descanso e é bem corrido. Tem que estar no pique.

Nós acordávamos todos os dias às 5h15 da manhã e voltávamos, às vezes, às 20h pro nosso hotel (que a gente queria taaanto curtir mais!). Mas uma coisa é certa: se você só tiver estes quatro dias, vá! Vale a pena cada segundo.

A agência Ygarapé montou um super roteiro pra gente – extremamente bem planejado.

Nós chegamos em Campo Grande na sexta-feira às 10h. Alugamos nosso carro e chegamos em Bonito por volta das 14h30.

De lá, passamos na Ygarapé, pegamos os vouchers (para entrar em todos os passeios é necessário retirar os vouchers nas agências) e fomos direto para o Porto da Ilha fazer o Duck Radical. 

Confira com detalhes o que fazer em Bonito em 4 dias de viagem:

1º dia em Bonito

Eco Park Porto da Ilha 

O Duck Radical é um caiaque inflável com o qual é possível descer cachoeiras e corredeiras. É como um rafting, mas para duas pessoas. Apesar do nome, é uma atividade bem tranquila, pra todas as idades – mas muito divertida.

Tudo começa com uma remada de 1.800m até a primeira corredeira, onde é possível surfar nela e descer de costas, de frente, ou quantas vezes quiser. Uma delícia! Depois, é só descer o Rio e curtir mais uma corredeira e uma cachoeira. O passeio dura em torno de 1h30 e eu recomendo para o 1º passeio quando chegar na cidade.

Lá no Porto da Ilha, também tem passeios de bote, Stand Up Paddle, boia cross, além de ter uma boa estrutura para passar uma tarde com a família. É um lugar bem gostoso de conhecer.

O Eco Park Porto da Ilha fica a beira do Rio Formoso, a 15 minutos de carro do centro de Bonito.

O que fazer em Bonito, MS - Roteiro de 4 dias
Duck Radical no Rio Formoso | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

2º dia em Bonito

Rapel e Mergulho no Abismo Anhumas

Se tem um passeio que tenho certeza que vou lembrar pro resto da minha vida é o Abismo Anhumas. Não é a toa, ele é considerado o maior passeio de aventura do Brasil. Uma gruta do tamanho de um campo de futebol, a 72m (o equivalente a um prédio de 30 andares) abaixo do chão que abriga com um lago de água turquesa cristalina com 80 metros de profundidade.

Para chegar lá, só de rapel e – apesar do frio na barriga – vale cada segundo. Ao colocar o pé no deck depois da descida, você contempla uma imensidão de estalactites e estalagmites esculpidas por milhões de anos. É um dos passeios indispensáveis para colocar na lista de o que fazer em Bonito em 4 dias!

Se você acha que só isso já é maravilhoso, ainda não sabe do melhor: a maior parte da beleza da caverna está embaixo d’água. Ao olhar o lago à partir do Deck, já é possível ver as formações de cones rochosos e estalagmites que fazem deste lugar um dos melhores do mundo para o mergulho autônomo ou para flutuações.

O que fazer em Bonito, MS - Roteiro de 4 dias
Abismo Anhumas, uma das mais incríveis experiências do Brasil |O que fazer em Bonito em 4 dias

Treinamento

Para fazer o passeio é obrigatório passar antes por um treinamento de rapel, que você pode ser – ou não – aprovado. Geralmente o treinamento acontece um dia antes do passeio e consiste em subir e descer duas vezes uma corda na altura de 9 metros, pra pegar a técnica e ficar mais tranquilo na hora do rapel de verdade.

Depois disso, é só se preparar – dormir bem – e aproveitar a expedição no dia seguinte.

O Passeio

Antes de mais nada, é muito importante levar algumas coisas para o passeio: Câmera (GoPro), sua lanterna – se tiver, Casacos (mesmo no verão), lanches (porque tanta atividade dá fome) e uma troca de roupa seca. A equipe do Abismo desce a sua mala pelas cordas e você consegue ficar horas por lá com mais conforto.

O passeio dura quase o dia inteiro, em torno de 5 horas. Nós fomos a primeira turma, que desceu às 7h e pisou em terra novamente por volta das 12h.

O Rapel no Abismo Anhumas

Na descida de rapel, respire fundo. Você desce por uma fenda fechada nos primeiros metros e só depois é possível ter a primeira dimensão do tamanho do abismo. A descida dura em torno de 5 minutos só, então aproveite para curtir o visual.

É muito difícil tirar fotos por lá, já que acaba sendo escuro. Por isso, já se prepare para levar o equipamento adequado para não ter contratempos e conseguir registrar belas imagens.

Lá embaixo fica um deck que se estende por cerca de 20 metros no lago e tem até banheiro e trocador! A primeira coisa que fizemos foi um passeio de bote, no qual o guia magno nos contou a história da caverna e todas as curiosidades do local. Não vou contar antes para não dar spoiler, mas tem muita coisa boa pra aprender sobre o Abismo.

O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis
O rapel no Abismo Anhumas, haja coragem! Mas deu tudo certo! Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

O mergulho no Abismo Anhumas

Depois, é só se equipar e ir para a água gelada, (18º) rs! Brincadeiras a parte, a Bonito Scuba forneceu uma super roupa de neoprene de 5mm que protegeu bastante do frio. Para quem não tem certificado de mergulho, começa a flutuação no lago. Os visitantes fazem snorkeling pela superfície do lago para descobrir todas as belezas submersas.

Já quem é certificado (nosso caso), pode se preparar para um dos mergulhos mais fantásticos de sua vida.  Posso afirmar que o Anhumas está fácil no meu Top 3!  No Brasil, depois de Noronha, esse é o meu predileto. Você se sente em marte, ou em um filme do Avatar, com a floresta de cones de calcário e formações rochosas únicas.

Para se ter ideia da dimensão, o maior cone do mundo fica no abismo e é preciso seis mergulhadores juntos para abraçá-lo. Além disso, no meio do mergulho você vê um esqueleto de tamanduá bandeira intacto pelos componentes da água – detalhe: ninguém sabe desde quando ele está lá. É só meia hora, em 18 metros de profundidade, mas que vale todo o esforço para chegar.

Depois de tudo isso, é preciso ter disposição para subir os 72 metros de novo no rapel. A subida dura em torno de meia hora, com várias paradas para recuperar o fôlego no meio do caminho. Na despedida do Abismo, mesmo com o frio na barriga, só dá para agradecer por estar vivendo tudo aquilo. Que experiência!

Olha só o videozinho sobre a experiência que colocamos em nosso Instagram (aproveite para seguir a gente lá 😉 ).

Gruta do Lago Azul

O cartão postal mais famoso da região é a Gruta do Lago Azul e com certeza um must de o que fazer em Bonito em 4 dias. Como o próprio nome já fiz, o azul da água é de uma tonalidade impressionante. Isso porque a luz do sol bate no fundo de calcário, produzindo esse fantástico cenário em meio ao cerrado mato grossense.

Para chegar lá, é preciso descer 300 degraus. Durante o percurso o guia local conta as histórias e curiosidades da Gruta, como a descoberta do fóssil de um tigre dente-de-sabre ou de um preguiça-gigante do período Pleistoceno por mergulhadores.

Não se sabe ao certo a profundidade da gruta, nunca conseguiram encontrar seu fim. Segundo o guia, acredita-se que a gruta esteja ligada com os lençóis freáticos.

Uma dica: vale fazer o Abismo Anhumas e a Gruta do Lago Azul no mesmo dia. Eles ficam a menos de 5 minutos um do outro. Além disso, as duas atrações ficam a cerca de meia hora da cidade de Bonito.

Gruta do Lago Azul | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

Para esse passeio, é uma boa ideia reservar antes, pois na hora ele pode estar com muita demanda e você pode não conseguir fazê-lo.

3º dia em Bonito

Flutuação no Rio Sucuri

A transparência da água do Rio Sucuri é impressionante. Segundo o guia, ela é considerada uma das águas mais cristalinas do mundo – perdendo apenas para algumas praias do Caribe. Sinceramente acaba é dando um show em várias praias pelo mundo. O fundo é branco devido ao calcário e os raios solares deixam tudo ainda mais  vibrante.

As flutuações em Bonito são como um passeio de snorkeling. A diferença é que o uso de nadadeiras é proibido. Não pode bater o pé no Rio para deixar a visibilidade a mais perfeita possível.

A boa dica é fazer o Rio Sucuri antes do Rio da Prata, isso porque o primeiro tem como ponto forte a transparência da água e também por ser um “jardim” submerso, cheio de plantas dentro d’água e com um cenário espetacular fora d’água. O Rio da Prata tem mais peixes. Porém, os dois são indispensáveis em uma visita a Bonito Mato Grosso do Sul.

A flutuação dura em torno de 1 hora e percorre 2,5km no rio. Não é necessário fazer esforço, apenas contemplar o local. Não deixe de olhar para cima algumas vezes e se deparar com as araras que sobrevoam o rio. É maravilhoso!

O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis
Flutuação nas águas cristalinas do Rio Sucuri | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

>Reserve seu passeio pelo Rio Sucuri antes de chagar em Bonito aqui

Trilha para 7 cachoeiras na Estância Mimosa

O passeio no Rio Sucuri acabou por volta das 11h e nós fomos direto para a Estância Mimosa, onde nos afirmaram que havia um dos melhores almoços de Bonito Mato Grosso do Sul! Fogão a lenha, comida caseira, arroz, feijão, a barriga começou a roncar.

A Estância tem uma fazenda como sede, que beira um lago lindo cheio de jacarés! Vale a pena almoçar na casa da fazenda.  Depois, dê uma descansadinha nas redes penduradas nas árvores por lá.

Se ouvir alguém gritando, vá esperar um dos funcionários da fazenda chamar os jacarés para o almoço. Eles ficam do outro lado da cerca, claro, mas fazem um show dentro do habitat deles para os visitantes.

Se não for pelo almoço, vale a pena ir até a Estância Mimosa para fazer a trilha com 7 cachoeiras. Elas são incríveis! Outra opção é fazer um passeio a cavalo. Nós decidimos pela trilha.

A trilha

São 2.800 metros de percurso com um pequeno grupo (de até 12 pessoas) e um guia especializado. No passeio pela mata, o guia mostra pássaros, árvores e até macaquinhos que cruzam o caminho.

Nós caminhamos até a última cachoeira. Depois,  fomos voltando uma a uma, nadando e curtindo as quedas d’águas. Em uma delas, é preciso pegar um barco a remo, navegar pelo Rio, até chegar nela.

Em outra, dá para saltar de uma plataforma suspensa a 6m.  É um passeio e tanto para famílias, casais e amigos, vale muito a pena adicionar na sua lista de o que fazer em Bonito em 4 dias!

O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis
Uma das sete quedas neste circuito incrível de cachoeiras | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

4º dia em Bonito

Flutuação no Rio da Prata

Para fechar com chave de ouro, saímos cedinho do Zagaia no último dia para fazer a flutuação no Rio da Prata.

Uma boa dica é deixar o Rio da Prata por último em sua viagem se você for viajar à noite. Isso porque ele já fica no caminho de volta para o Aeroporto de Campo Grande. Nós fizemos o check-out às 5h15 da manhã e saímos com mala e cuia em direção ao Recanto Ecológico.

Como é a flutuação…

A flutuação do Rio da Prata, apesar do nome, é feita no Rio Olho D’água. Ele desemboca no Rio da Prata (por isso o nome).

O passeio começa com uma pequena trilha de 2 km até chegar à nascente do Rio. Como fomos o primeiro grupo do dia, nos deparamos com porcos selvagens e até macaquinhos durante a trilha.

Durante o percurso, cardumes de piraputangas, dourados, curimbatá. Se você tiver sorte, antas, sucuris e até jacarés podem ser vistos ali. É a natureza em seu estado puro. Você simplesmente flutua e contempla tanta beleza. É um dos principais passeios para se colocar na lista de o que fazer em Bonito em 4 dias! Vale cada segundo.

Flutuação no Rio da Prata, Bonito | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

Outros passeios que ficamos com vontade de fazer em Bonito Mato Grosso do Sul:

Pela lista de o que fazer em Bonito em 4 dias , já deu para ver que dá para aproveitar bastante. Porém, estes passeios continuam em nossa listinha:

Quem leva para todos estes lugares é a Agência Ygarapé.

História de Bonito

Acredite se quiser, toda esta eficácia é recente. Na década de 1990, os primeiros “exploradores” chegaram a Bonito e começaram a apostar no potencial da região. Cachoeiras, rios de águas cristalinas, grutas fantásticas com vestígios do período Pleistoceno.

Além de mergulhos que estão entre os melhores do Brasil, fauna e flora que é uma mistura do cerrado, com um pouco da Mata Atlântica. Aquele lugar não era pouca coisa.

Não demorou muito para que os fazendeiros locais percebessem também a importância do lugar. Estruturas de passeios foram montadas, agências de turismo criadas. A cidade se desenvolveu através do turismo, mas sem perder a essência de ter o máximo de cuidado para deixar as belezas naturais do jeitinho que eram antes de serem descobertas.

Nós anotamos todos os detalhes para você planejar sua viagem para lá e descobrir o que fazer em Bonito em 4 dias. Ah, e claro, você não vai precisar passar sufoco e perder horas na internet para entender como as coisas funcionam por lá. A gente te explica. Vamos lá:

O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis
As águas cristalinas – quase que um aquário – dos rios em Bonito | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

Onde fica Bonito e como chegar?

Bonito, no Mato Grosso do Sul, fica a 3h30 de carro de Campo Grande.

A maneira mais comum de chegar em Bonito é indo de avião até Campo Grande e alugar um carro ou pegar um transfer que leve até a cidade. Diversos hotéis oferecem transfers gratuitos aos seus hóspedes ou as agências como a Ygarapé oferecem este serviço também.

Nós alugamos o carrinho mais econômico com a Alamo pela Rental Cars (Que garante ótimos preços) e conseguimos uma tarifa de R$ 350 para 4 dias de carro (já com seguro incluso – porque o preço aumenta lá se você incluir o seguro!). Nós achamos uma ótima ideia alugar um carro, pois os passeios ficam distantes da cidade e você vai precisar de um carro por lá!

Quanto tempo ficar em Bonito?

Viajamos no começo de fevereiro de 2017 para a cidade e passamos 4 dias por lá. Se você tiver pique, também vai conseguir conhecer o principal de Bonito em pouco tempo, mas recomendo MUITO passar no mínimo 7 dias na região.

Planeje sua viagem para Bonito

Se você está lendo este post, deve estar nesta etapa da viagem agora, rs! A primeira coisa que é preciso entender é que todos os programas em Bonito são feitos através de agências de viagem.

Isso para garantir o controle do número máximo de pessoas por passeio e para te ajudar a organizar melhor o roteiro em termos de horas, distâncias, e etc.

Quem foi nossa super parceira nessa foi a Agência Ygarapé, uma das agências tradicionais e pioneiras da cidade.

Uma boa dica é entrar em contato com eles, dizer quanto tempo vai ficar e já reservar os passeios e hospedagem o quanto antes (porque eles podem lotar, principalmente em temporada!): É só mandar e-mail para ygarape@ygarape.com.br

Onde ficar em Bonito:

Zagaia Eco Resort

Se você está em busca de um lugar barato para ficar em Bonito, antes de mais nada é preciso saber o seguinte: a maioria dos passeios em Bonito termina cedo, por volta das 16h. Então é muito importante pensar em uma hospedagem legal para que você possa curtir o resto do dia e aproveitar as férias.

Por isso, recomendamos muito o Zagaia Eco Resort, ele é o único resort em Bonito com uma super área de lazer para você curtir seus dias por lá. São 600 mil metros quadrados de área cheia de bosques, jardins, quadras, lago de pesca, piscinas, hidromassagens. Nós voltávamos dos passeios e curtíamos o resto do dia nas hidromassagens e piscinas aquecidas até a noite. E detalhe: fica só a 5 minutos do centro de Bonito!

Pra melhorar, os jantares  são inclusos na diária. Isso faz toda a diferença pra ajudar a recompor as energias pra acordar cedo no dia seguinte. Falando em madrugar, um ponto forte é que o café-da-manhã (também incluso) começa a ser servido às 6h, ou seja, por mais cedo que seu passeio seja, ainda dá tempo de comer bem antes de sair.

Tem tanta coisa pra fazer dentro do hotel que vale reservar uns dias de sua viagem só para curtir as atividades do Zagaia.

> Confira os preços e a disponibilidade do Zagaia Eco Resort no Booking.com

O que fazer em Bonito, MS - Roteiro de 4 dias - O Que Fazer em Bonito em 4 Dias - Os Passeios Imperdíveis
Zagaia Eco Resort, nossa indicação de hospedagem em Bonito | Bonito Mato Grosso do Sul: Roteiro Completo para curtir um feriado por lá

Garanta as ofertas do dia para Bonito no Booking.com

Booking.com

Gostou da lista de o que fazer em Bonito em 4 dias? Comente aqui, deixe sua dúvida ou sugestão! 🙂

Perguntas frequentes sobre Bonito

Qual a melhor época para ir para Bonito?

Bonito é bom o ano todo. Não há melhor época para visitar a região, mas existem as melhores épocas para cada tipo de passeio. Continue lendo.

Quais são os melhores passeios em Bonito?

Existem diversas opções de passeios de tirar o fôlego em Bonito, como flutuação no Rio Sucuri, Gruta do Lago Azul, Abismo Anhumas. Continue lendo.

Quanto tempo ficar em Bonito?

Se quiser aproveitar bem a região, recomendamos que fique 7 dias, mas se o tempo for curto, 4 dias são o suficiente para conhecer as principais atrações. Continue lendo.

7 comentários
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Onde comer em Nova York: 14 lugares que valem a visita
viva o mundo

 Se você não quer gastar tanto, mas quer lugares divertidos e gostosos para curtir jantares e almoços na cidade, confira esta lista de onde comer em Nova York.

Restaurante em Nova York é o que não falta. De estabelecimentos com garçons que são verdadeiros astros da Broadway a carrinhos de hot dogs na rua. Não é porque é barato que não é gostoso, não é mesmo?

Partindo deste princípio, separamos para você restaurantes com um custo-benefício ótimo em Nova York, além de serem estabelecimentos que garantem a diversão dos clientes.

Onde comer em Nova York:

1. Ellen’s Stardust Diner:

Um dos meus restaurantes favoritos, pertinho da Times Square, com direito a muitos hambúrgueres, milk shakes e apresentações musicais dos próprios garçons em uma lanchonete com clima futurístico! O Ellen’s Stardust Diner se tornou um clássico de Nova York.

O restaurante fica na Broadway St e não é por menos. Os garçons são cantores e fazem apresentações das músicas dos principais musicais de Nova York. Muitos deles saem do restaurante e viram astros dos musicais, lá é o restaurante onde os olheiros da Broadway buscam novos talentos. É imperdível!

Onde comer em Nova York
Ellen’s Stardust Diner

2. Red Lobster:

Rede já super conhecida pelos turistas, o Red Lobster está espalhado por várias cidades dos Estados Unidos, e encontrar um em Nova York é fácil: é possível achar um a poucos passos da Times Square.

Para quem gosta de frutos do mar, especialmente lagostas. Muito gostoso, vale a pena a visita.

3. Shake Shack:

O Shake Shack é uma rede que nasceu de um quiosque na Madison Square e que hoje já está espalho pelo país todo.

O lugar traz a proposta de, em meio à hambúrgueres, batatas fritas e milk-shakes, ingredientes orgânicos e saudáveis. Não deu outra: o restaurante cresceu e caiu no gosto turista e nova iorquino.

Além disso, o fast food virou febre entre os brasileiros que visitam os Estados Unidos e tem preços bastante competitivos com outros restaurantes do mesmo seguimento.

Em Nova York, existem alguns espalhados pela cidade. É um ambiente moderno, assim como as batatinhas-fritas que tem uma forma diferente e bem descoladas. O forte do restaurante são os hambúrgueres e batatas. É muito bom!!!!

Onde comer em Nova York
Shake Shack

4. Carrinhos de comida de Rua:

Pode comer o quanto quiser ! A comida nos carrinhos que ficam pelas ruas de Nova York são uma delicia! Não deixe de experimentar os hot dogs, ou os muffins com cafés e até os Kebabs! Há variedade para agradar todo mundo.

A única ressalva é: os hot dogs de lá não são nada parecidos com os que temos aqui no Brasil, por isso não se espante ao dar de cara com aquelas uma salsicha num pão. É assim que eles comem por lá.

Existem, é claro, os topppings, que são molhos ou coberturas que se colocam por cima dos lanches, mas em hot dogs são mais comuns apenas ketchup e mostarda. Nada de purê, milho e batata palha. rs.

Essa é uma ótima opção para quem não quer parar de andar por Nova York, mas precisa repor as energias com a alimentação. Uma dica muito boa também é aproveitar a comida de rua e sentar-se no Central Park para apreciar a paisagem e a atmosfera enquanto come.

Onde comer em Nova York
Autêntico hot dog nova iorquino

5. Magnolia Bakery:

Magnolia Bakery virou um clássico em Nova York, principalmente depois de aparecer em Sex and the City, já que a personagem Carrie (Sarah Jessica Parker) costumava comprar os deliciosos cupcakes de lá.

São diversas opções de cupcakes, tortas, cheesecakes, cookies… O que não falta é variedade por lá. Super vale a pena a visita para se deliciar com essas guloseimas.

Magnolia Bakery
Magnolia Bakery

6. Olive Garden

O Olive Garden é bem conhecido por turistas, é uma ótima opção também para quem está procurando comida italiana.

O restaurante fica quase embaixo da escadaria vermelha na Times Square e tem um cardápio com várias opções de massas, carnes e saladas, além de oferecer um menu econômico de massas ou parmegianas que são bem servidos.

7. Burger Joint

Hambúrgures estão sempre presentes na culinária americana, não tem como negar. O lanche é sucesso não só por lá, mas em todo o mundo e o hambúrguer da Burger Joint vale super a pena!

Ele é considerado um dos mais famosos de Nova York e apesar de estar localizado no hotel Parker New York, mas o requinte para por aí.

O Burger Joint é uma rede de hamburgueria que sua decoração é um tanto quanto diferente: as paredes são rabiscadas pelos clientes, decoradas com pôsteres de filmes, bandas e ícones da cultura pop.

O lugar todo parece meio ser underground, com uma iluminação mais fraca e cardápios escritos em papelões, mas não deixe se enganar pela atmosfera. Os lanches são deliciosos, ainda mais acompanhados pela batata-frita.

O carro-chefe é o cheeseburger, que você ainda pode adicionar mais toppings para deixar toda a experiência ainda melhor.

Onde comer em Nova York
(Foto: Burger Joint)

8. Carmine’s

Carmine’s é um restaurante bastante conhecido em Nova York, com comida italiana de qualidade e um ambiente muito convidativo e de requinte, sendo frequentado não só por turistas quanto também por moradores da cidade.

Parece um daqueles restaurantes que o casal principal de um filme vai em algum encontro de tão charmoso.

O ambiente é grande e os pratos são bem caprichados. É comum achar que o preço é um tanto alto, mas leve em consideração que um prato serve duas ou até três pessoas, portanto, acaba sendo uma boa pedida.

Por ser bastante frequentado, é recomendável que se faça a reserva antes de ir para não correr o risco de ficar sem lugar e ter de procurar outro restaurante.

9. Little Italy:

Quem visita Nova York pode comer ótima comida italiana na Mulberry Street, no bairro da Little Italy. É uma rua só de restaurantes italianos, com boa pasta e vinhos. Quando chegar por lá, pechinche na entrada dos restaurantes, eles sempre dão descontos ou bebidas de graça!

Onde comer em Nova York
Little Italy

10. Artichoke Basille’s Pizza

Esse é mais um daqueles lugares que poderiam passar despercebidos por todos se não fosse por um carro-chefe que traz toda a atenção para si.

Na Artichoke Basille’s Pizza, todos os olhos estão voltados para a pizza de alcachofra com molho parmesão e queijo. Quem experimenta não se arrepende e ainda recomenda.

Há também outros sabores de pizzas, claro, que podem ser comidos em fatias bem grandes ou então uma pizza inteira, que serve quatro pessoas muito bem.

11. Five Guys

Falar de várias hamburguerias e não mencionar a Five Guys é quase uma afronta.

O restaurante é bem típico nos Estados Unidos além de ter diversas filiais espalhadas pelo mundo.

Os valores são acessíveis e tudo é feito de modo bem tradicional, com hambúrguer embrulhado em papel alumínio e batata frita no saco de pão, tudo com bastante sabor e muitas calorias para repor depois de andar para cima e para baixo em Nova York.

Onde comer em Nova York
Five Guys

12. Whole Foods

O Whole Foods é um supermercado de alimentos orgânicos que também tem uma espécie de praça de alimentação. As comidas é no estilo self-service e estão sempre fresquinhas.

Há também a parte de comidas prontas, como sushis e pizzas, que você pede pegar, pagar e comer enquanto faz compras.

13. Chelsea Market

Chelsea Market é um mercado com vários restaurantes e quiosques, especialmente voltados para a culinária. Lá, há diversos tipos de comida para você se deliciar.

São padarias, lojas de bolos, restaurantes de frutos do mar, comida italiana, comida mexicana… Opção é o que não falta entre os stands do Chelsea Market, além de ter opções tanto de brunch quanto de almoço e jantar.

Chelsea Market
Chelsea Market

14. Dos Toros

A Dos Toros é um restaurante de comida mexicana com preços bastante acessíveis, produtos bons e uma ótima opção para quem procura onde comer em Nova York.

São várias opções de tacos, burritos, nachos e saladas que enchem os olhos dos clientes, além da opção do burrito no bowl, sem a tortilha para quem quiser apenas os recheios.

Como dar gorjetas em Nova York

Assim como em todas as outras cidades dos Estados Unidos, os restaurantes de Nova York também cobram a gorjeta e é o próprio cliente quem faz a conta.

É uma prática cultural que tem extrema importância para eles, já que é muito comum que esse “valor a mais” componha grande parte do salário do garçom. Portanto, atenha-se às regras da cidade que você vai para saber o quanto pagar.

Em Nova York, o valor comum da gorjeta é duas vezes o valor do imposto sobre os produtos (sales tax) que é em torno de 8,875%. Ou seja: na hora de dar a gorjeta para o seu garçom, use como base o valor de 17,75%.

Pode não ser uma prática muito comum aqui no Brasil, ainda mais com um valor um pouco mais alto do que o praticado por aqui (em torno de 10%), mas, como disse anteriormente, é a maior parcela que compõe o salário dos atendentes.

Ah, e o valor não vem escrito na nota quando se fecha o pedido: é você quem o acrescenta.

E você? Já sabe onde comer em Nova York? Tem alguma outra dica? Comente aqui pra gente.

Leia mais:

1 Deixe seu comentário
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Musicais da Broadway em Nova York: Os Melhores Espetáculos
viva o mundo

Fique por dentro dos melhores musicais da Broadway em Nova York.

Musicais da Broadway – A Broadway é uma das principais avenidas de Nova York, ela fica em Midtown – centro de Manhattan e é uma das duas ruas que formam a famosa Times Square.

Nesse miolo, ficam um dos mais importantes e famosos teatros do mundo. Nova York é a meca dos musicais e espetáculos de teatro. Qualquer musical na Broadway é de deixar qualquer um de queixo caído.

Aqui estão alguns dos musicais em cartaz na Broadway e são imperdíveis para quem for passar pela Big Apple.

Os Musicais da Broadway Que Você Precisa Assistir

Agora que você já sabe como conseguir ingressos com desconto, vamos falar dos musicais da Broadway? Sou viciada em musicais, sempre que posso vou em um.

Como moro em São Paulo, muitas vezes eles entram em cartaz por aqui. E mesmo se já assisti em NYC, vou de novo aqui! Porém, preciso dizer.

Apesar das adaptações serem primorosas, não há nada como a energia de assistí-los em sua forma original, entrando em um dos teatros no meio de Nova York. Vale muito a pena!

Estes são os principais espetáculos em cartaz neste ano. Clique no link dele para ver mais informações e fazer reservas.

Aladdin, o Musical

O Aladdin na Broadway estreou em 2014 em Nova Iorque, no New Amsterdam Theatre (214 West 42nd Street) onde já foi visto por seis milhões de pessoas.

Aladdin na Broadway promete emoções à flor da pele, desde as peripécias do nosso herói ao espirituoso Gênio da Lâmpada, que vai fazer você dar muitas risadas.

Suba no tapete voador e viva de perto o romance entre Aladdin e Jasmine, ao som da canção “A Whole New World”, ganhadora do Óscar de Melhor Trilha Sonora Original.

Se prepare para relembrar tudo isso e para mais algumas surpresas que os fãs de Aladdin vão adorar. É perfeito para toda a família e o jeito mais divertido de terminar um dia de passeio em Nova Iorque.

Broadway Tickets com desconto para o Alladin – Clique aqui para garantir o seu

Aladdin na Broadway: o musical mágico em NYC
Aladdin na Broadway: o musical mágico em NYC

Escola do Rock

Quem nunca assistiu ao clássico filme de Jack Black, a Escola do Rock? Se em um filme já dá vontade de sair dançando, imagine só no musical.

Baseado no filme de mesmo nome, School of Rock – The Musical conta a história de Dewey Finn, um professor substituto, mas que no fundo é um aspirante a estrela do rock. Cansado de tanto trabalho acadêmico, ele decide mudar a grade curricular de sua turma e coloca a música como matéria principal.

O musical embala grandes clássicos do rock, no qual qualquer fã do estilo precisa assistir.

Broadway tickets com desconto para a Escola do Rock – garanta seu ingresso clicando aqui.

Escola de Rock na Broadway
Escola de Rock (Foto: WePlann | CC BY-SA 2.0)

Chicago

Entre os musicais da Broadway, Chicago é o que está a mais tempo em cartaz. Estreou em 1975 e desde então se consagrou como um clássico. A peça conta a história de Roxie, uma garota de show que assassina seu marido e sonha com uma vida de glamour e fama.

O musical também inspirou o filme estrelado por Renée Zellweger, Richard Gere e  Catherina Zeta Jones. Endereço:  Ambassador Theatre  ( 215 West 49th St).

Broadway tickets com desconto para Chicago – garanta seu ingresso clicando aqui.

O Rei Leão

Um dos espetáculos mais fantásticos e um dos maiores sucessos entre os espetáculos da Broadway. The Lion King é baseado no clássico da Disney com o mesmo nome.

O figurino, o cenário, músicas e efeitos especiais fazem do musical um dos preferidos dos visitantes da Broadway. Para conseguir ingressos é aconselhável comprar antecipadamente, pois sempre esgotam!

Nós escrevemos tudo sobre como conseguir ingresso broadway rei leão e mais neste post aqui: “Como conseguir ingressos com desconto para o Rei Leão na Broadway“.

Para economizar, compre os ingressos para o rei leão o quanto antes da data pretendida, através do link da WePlann (que oferece ingressos com bastante desconto, tanto com meses de antecedência ao espetáculo até a ingressos de última hora).

O Rei Leão é um dos melhores musicais da Broadway. Para fazer a reserva com antecedência, é recomendado fazer pela WePlann. Eles são um dos grandes sites de vendas de ingressos em New York.

Broadway Tickets com desconto: O Rei Leão – Clique aqui para garantir o seu

Wicked

O musical conta é uma paródia do clássico “O mágico de Oz” e conta odisséia de duas bruxas malvadas que se apaixonam pelo mesmo homem, o governador de Oz. O musical quebrou recordes de bilheteria e está em cartaz desde 2003.  As composições são de Stephen Schwartz.

Wicked na Broadway é um dos musicais mais famosos da Broadway. Há 15 anos em cartaz, atrai milhares de espectadores por ano para se encantar com a história do Mágico de Oz.

Para se ter uma ideia do tamanho sucesso, o musical se tornou o terceiro da história americana a atingir 1 bilhão de dólares em bilheteria, segundo a Forbes. Juntando-se a outras histórias de sucesso como O Rei Leão e O Fantasma da Ópera

O musical foi o que conseguiu fazer o feito em menor período de tempo. Wicked na Broadway estreou pela primeira vez no Great White Way em Nova York, em 2003, e atingiu a marca 13 anos depois.

Broadway Tickets com Desconto: Wicked – Clique aqui para garantir o seu

Wicked (Foto: WePlann | CC BY-SA 2.0)

O Fantasma da Ópera

É o musical mais visto da história dos espetáculos da Broadway, mais de 100 milhões de pessoas já foram assistir o clássico.

A peça é baseada na obra de Gaston Leroux, que conta a história de uma criatura que vive no sotão da Ópera de Paris. É conhecido por ser uma das melhores adaptações do livro escrito em 1910. É um show e sucesso desde 1988. Endereço: Majestic Theatre (247 West 44th St)

Broadway Tickets com Desconto: O Fantasma da Ópera – Clique aqui para garantir o seu

O Fantasma da Ópera na Broadway

Harry Potter na Broadway

Fãs de Harry Potter preparem-se. O mágico de Hogwarts pode estar mais próximo que você imagina. Harry Potter chegou à Broadway em 2019 em um musical como nenhum outro visto. A peça é dividida em parte 1 e parte 2. A história é tão rica e cheia de tramas que não se encaixava no tempo regular da Broadway.

Com estreia em Abril de 2019, Harry Potter and the Cursed Child é uma das maiores produções da Broadway e foi reconhecida com 6 prêmios Tony, como melhor musical, melhor direção e melhor cenografia. Leia mais sobre o musical no post Harry Potter Broadway.

O musical é tão concorrido, mas tão concorrido, que se você encontrar ingressos nos seus dias em NYC é melhor comprar na hora ;).

Garanta o seu ingresso para o Harry Potter na Broadway

Harry Potter Broadway: Tudo sobre o Espetáculo e como conseguir os melhores ingressos
Harry Potter Broadway: Tudo sobre o Espetáculo e como conseguir os melhores ingressos

Frozen on Broadway

Adultos e crianças podem viver a experiência de ver de pertinho a rainha do gelo  Elsa congelando tudo o que estiver pela frente em Nova York. Sensação entre as crianças, a irmã Anna também faz parte do espetáculo junto com hilário Olaf, o boneco de neve. Frozen na Broadway é um novo sucesso da cidade e merece entrar em seu roteiro se estiver viajando com os filhos para a Big Apple.

Garanta o seu ingresso para o Harry Potter na Broadway

Frozen on Broadway: Tudo sobre o musical em NYC

Broadway Tickets: Como conseguir ingressos com desconto?

Existem duas maneiras de conseguir ingressos com descontos para os musicais da Broadway em Nova York.

1) TKTS Both na Times Square

A primeira, e mais incerta, é comprar os ingressos  no dia do espetáculo na TKTS booth, que fica em baixo da escadaria vermelha da Times Square. Porém, isso não garante que você vá conseguir ver um espetáculo específico na data e nos lugares que você quer. É meio loteria, você chega e eles falam quais foram os ingressos que sobraram no dia entre os musicais da Broadway.

Eu morei três meses em Nova York – e como estudante queria sempre economizar. Acabei passando na TKTS Both e comprando os ingressos disponíveis do dia, mas eram sempre para musicais secundários :(. Acabei indo embora da NYC sem assistir aos principais musicais da Broadway.

O que fazer em Nova York: Os 12 pontos turísticos imperdíveis da cidade
A icônica Times Square.

2) WePlann

Já na segunda vez que fui a Nova York, decidi que agora era hora de garantir meus ingressos para os clássicos, como Rei Leão, Wicked na Broadway, etc. Depois de algumas indicações, usei um site excelente, chamado WePlann.

Nele, é possível pagar os ingressos para a Broadway em reais, sem IOF e ainda parcelar em até 6x sem juros.

Pra melhorar, eles também possuem descontos que se assemelham bastante aos da TKTS Both, e a vantagem é que você garante o ingresso para o musical que você quer ver.

Gostei tanto da WePlann que viramos parceiros. Hoje recomendo para todos os leitores e só tive feedbacks positivos.

Garanta o seu ingresso para os musicais da Broadway na WePlann

Musicais da Broadway
Beautiful – Carole King, o Musical – Ingressos com desconto na We Plann. l (Foto: WePlann | CC BY-SA 2.0)

E você? Curtiu os musicais da Broadway que indicamos? Comente aqui!

Continue lendo sobre Nova York:

0 Deixe seu comentário
2 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
O que fazer em Nova York – Roteiros de até 7 dias
viva o mundo

Descubra o que fazer em Nova York se você tem de 1 a 7 dias na cidade

O que fazer em Nova York – A maior cidade dos Estados Unidos é uma cidade cheia de encantos e pontos turísticos em Nova York que guardam surpresas a cada esquina. Se esta será sua primeira vez por lá, então vale seguir o roteiro “básico” de o que fazer em Nova York em termos de pontos turísticos imperdíveis.

Você vai descobrir que existe um dia melhor para visitar o MoMA, por exemplo, em que as entradas são de graça, em um post dedicado aos museus da cidade. Visite o recém inaugurado One World Trace Center, o edifício mais alto dos Estados Unidos e  descubra por que é melhor conhecer o Central Park a pé ou de bicicleta.

Como se locomover em Nova York

A grande vantagem de Manhattan é que tudo pode ser feito a pé ou de metrô. As distâncias são curtas e a locomoção é muito fácil. Divida seu dia em manhã, tarde e noite e coloque um destino em cada período, além de fazer cada dia ser em uma região da cidade.

Essa é a melhor forma e aproveitar o dia inteiro e conhecer muita coisa por lá.  

Planejando sua viagem para Nova York:

Você já está com a viagem fechada mas ainda não pensou na hospedagem? Então confira o nosso guia completo de onde ficar em Nova York. Selecionei minhas recomendações de hospedagens do barato ao luxo, nos melhores bairros da cidade.

O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
A World Trade Center Station. Sim, esse espetáculo arquitetônico é uma estação de metrô. Descubra o que fazer em Nova York.

Pontos turisticos Nova York que você precisa conhecer:

Vista um tênis confortável porque nesse roteiro, que pode ser de 1 a 7 dias na cidade, a caminhada é boa. Tudo para conhecer o melhor de Manhattan. Vamos nessa?

O que fazer em 1 dia em Nova York 

Conheça o  Central Park

Independente da época, o parque que fica no coração de Manhattan é sempre lindo. O Central Park é um oásis em meio à cidade e tem tantas atrações para conhecer. 

Você pode conhecê-lo a pé ou de bicicleta. Se você for a pé, separe as partes que gostaria de conhecer e prepare-se para uma bela caminhada! Se tiver pouco tempo, vale a pena alugar uma bicicleta ou fazer um passeio guiado de bike para conhecer ao máximo.

Não deixe de visitar o Strawberry Fields (jardim em homenagem a John Lennon). Se for inverno, vale curtir a pista de patinação no gelo que é a melhor da cidade.

Passeios guiados no Central Park que são bem legais:

Visite o MET ou o Museu de História Natural

Já que você vai estar passeando pelo Central Park, vale dar um pulinho nos museus em Nova York que cercam o parque. Escolha o seu predileto para visitar, entre: Museu de História Natural, Guggenheim e o MET.

Meu predileto é o Museu de História Natural, onde você pode ficar cara a cara com grandes esqueletos de dinossauros e experimentar como é o seu peso na lua. 

O Metropolitan Museum também é incrível e o maior de Nova York. Se você tiver mais dias na cidade, vale conhecer os dois.

Já se tiver sem tempo, o Guggenheim pode ser visto por fora para pelo menos ter a dimensão dessa arquitetura modernista icônica na cidade.

Compre ingressos antecipados para evitar filas e pagar mais barato:
O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
O Museu de História Natural, em Nova York

Passeie pela Quinta Avenida

Uma das mais famosas avenidas do mundo, é uma das paralelas ao Central Park e também pode ser feita toda a pé.

A Avenida é repleta de lojas com grifes super reconhecidas. Porém, não é aqui que você vai encontrar os melhores preços. Espere um pouquinho :).

Veja mais no post compras em Nova York

Conheça a St. Patrick’s Cathedral 

Na Quinta Avenida, vale passar para conhecer a icônica St. Patrick’s Cathedral. Você pode dar uma espiadinha lá dentro, a entrada é franca.

O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
O estilo gótico da St Patrick Cathedral, em Nova York

Veja o Pôr do Sol no Top of the Rock

Termine o dia no observatório do GE Building, edifício central do Rockefeller Center. Sinceramente, esta é a vista mais icônica que você pode ter do Skyline de Nova York. Minha predileta, pessoalmente. 

Lá você tem uma visão 360º de Manhattan. Para chegar lá é preciso entrar no prédio da CBS, uma das principais emissoras de televisão americana. Lá, você conhece um pouco da história do canal. 

A melhor coisa a se fazer é chegar para ver o pôr do sol lá de cima. Assim, você consegue ver Manhattan de dia e a noite. É um dos passeios imperdíveis do roteiro de o que fazer em Nova York.

Compre ingressos antecipados, em português, e fuja de filas:
Cenários de filmes em Nova York
A Vista do Top of The Rock, uma das mais icônicas da cidade.

O que fazer em Nova York em 2 dias 

Conheça o Grand Central Terminal

Comece o seu dia conhecendo a estação mais icônica da Big Apple. Aqui, diversas cenas de filmes e séries foram rodadas. Quem não reconhece o Grand Central Terminal?

Uma passadinha rápida por lá é uma boa pedida para começar o dia e já entrar no clima frenético da cidade. A estação de trem oferece ainda alguns audio-tours que contam a história do local. Vale a pena para os mais curiosos :).

Vale a pena já reservar seu tour guiado por áudio. Você pode fazer isso online clicando aqui.

O que fazer em Nova York
Grand Central Terminal, em Nova York.

Deslumbre-se no MoMa – The Museum of Modern Art

Ah, o MoMa é um dos museus mais fantásticos que você pode conhecer. Aqui, estão expostas as principais obras da modernidade de artistas renomados, como Andy Warhol, Picasso, Rodin, entre outros.

O museu está aberto 7 dias por semana. O ingresso para adulto custa U$ 25, mas fique atento a dica: nas sextas-feiras à noite (das 16h às 20h) o ingresso é de graça! Oba! A dica é chegar por volta das 18h para as evitar filas enormes que geralmente se acumulam nesse dia.

Compre seu ingresso antecipado e fuja das filas:
O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
Tudo é arte no MoMa.

Visite a Times Square

A Times Square é um dos pontos turísticos de Nova York mais icônicos. Confluência de duas grandes avenidas de Manhattan, a praça é um dos ‘musts’ da cidade. 

Agora a boa notícia: As lojas da Times Square ficam diversas lojas isentas de taxas – ou seja, sua compra fica mais barata. Não deixe de conhecer a Forever 21 de seis andares que fica por ali ou a loja da Hersheys.

Além disso, é possível comprar ingressos para os musicais da Broadway com descontos por aqui, na TKTS Booth. Porém, é bom avisar: estes ingressos com desconto são os que sobraram no dia, então é questão de sorte.

Se você tem um musical que queira muito ir, a melhor dica é comprar antecipado, através de sites de compras de ingressos em Nova York como GetYourGuide.

Compras em Nova York: Times Square
Times Square em Nova York, as lojas por lá são tax free. Oba!

Jante no Ellen Stardust Dinner

Se você estiver com fome pertinho da Times Square, vá comer um Milk Shake e Hambúrguer no clássico Ellen Stardust Dinner. É um de meus lugares prediletos para comer em Nova York.

Os garçons são cantores e fazem apresentações das músicas dos principais musicais de Nova York enquanto você come. Muitos deles são contratados por olheiros que frequentam o restaurante e viram astros da Broadway.

O que fazer em Nova York
Ellen Stardust Diner – um de meus restaurantes prediletos na cidade. Olha só o garçom atrás da minha amiga.

Assista a um espetáculo da Broadway:

Falando nisso, termine o seu dia assistindo um dos musicais da Broadway. Os espetáculos são mega produções impressionantes e valem a pena para todas as idades.

Os mais famosos são o Rei Leão, Wicked, Mamma Mia e Chicago. Garanta já o ingresso do musical antes de chegar a Nova York, porque eles geralmente lotam rápido.

Compre ingressos baratos para a Broadway com essas dicas:

1) TKTS Booth: Aos que querem economizar e tentar a sorte, embaixo da escadaria da Times Square, existe uma cabine chamada TKTS Booth. Aqui vendem-se os ingressos que sobraram do dia, com desconto.

Dá para achar ótimos negócios, porém, o espetáculo que você vai assistir será escolhido na sorte. Além disso, é preciso chegar por volta das 16h e enfrentar uma longa fila para conseguir seu ingresso. 

2) Get Your Guide: Este site vende ingressos antecipados para os musicais da Broadway pelo preço oficial, em dólar.

Agora, fica com você decidir qual é a melhor alternativa ;). 

O que fazer em Nova York em 3 dias 

One World Trade Center e Ground Zero

Não há como falar de Nova York e não lembrar dos terríveis atentados terrorista nas torres gêmeas. O evento até hoje choca o mundo, além de ter mudado em diversos aspectos a história política do planeta.

O local se tornou em diversas atrações turísticas hoje, entre elas:

Vale visitar o memorial do 9/11.  A visita é triste, mas precisa estar em sua listinha de o que fazer em Nova York. Além disso, o Ground Zero demarca o lugar exato das torres gêmeas em uma linda homenagem. Não deixe de visitar a estação de metrô World Trade Center para ver a incrível arquitetura da estação. 

Para acompanhar a história de superação norte-americana, não deixe de subir no recém inaugurado One World Trade Center, ou a Freedom Tower, o edifício mais alto dos Estados Unidos e um dos maiores do mundo, com 541m. A vista é surreal.

Atualmente, é um dos ‘musts’ na lista de o que fazer em Nova York 

Compre ingressos antecipados para garantir o seu horário de visita:

Para o museu e memorial 11 de Setembro, recomendo comprar ingressos antecipados para se livrar das filas enooormes. Nas vezes que fui, sempre tinha filas gigantescas. E o preço do ingresso antecipado é o mesmo, então é melhor já garantir para não perder tempo.

Agora, algumas dicas para comprar os ingressos para o One World Trade Center:

A primeira, é que é preciso comprar o ingresso antecipado. Isso porque você precisa agendar o horário de sua visita, já que ela é feita em grupos.

A segunda dica: Se você tiver MasterCard Black, pode comprar os ingressos com o cartão e você vai ganhar um upgrade na experiência 🙂

Century 21

A Century 21 é uma das maiores lojas de departamento dos Estados Unidos. Quem visita o One Trade Center ganha um voucher de desconto para conhecer a loja – e vale a pena.

Lá é o lugar para encontrar ofertas de roupas de grifes de designers famosíssimos. Da última vez que fui, por exemplo, vi diversos sapatos da marca Christian Louboutin por cerca de U$ 250. Ainda é caro, eu não comprei, mas estava valendo a pena  😯 . haha.

Ponte do Brooklyn (Brooklyn Bridge) e Brooklyn

A famosa ponte que liga o bairro do Brooklyn a Manhattan chegou a ser a maior ponte suspensa do mundo. Ela fica em cima do East River e tem mais de um quilômetro de extensão. A ponte possui um grande calçadão para pedestres atravessarem e curtirem a vista de Manhattan.

Além de atravessar a pé a ponte, vale a pena passar a tarde conhecendo o bairro. Do outro lado da ponte, você pode descer e ver uma vista panorâmica de Manhattan. 

Depois, faça uma experiência gastronômica regada à boas cervejas artesanais nos bairros que estão super em alta na cidade, Dumbo e Williamsburg.

Alguns programas que recomendo para conhecer o melhor do Brooklyn em uma tarde:
O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias
Passe uma tarde no Brooklyn para curtir um dos lados mais hypes da cidade

O que fazer em Nova York em 4 dias 

Wall St., Financial District

O coração financeiro da cidade é imperdível. Wall Street é o mais importante centro comercial e financeiro do mundo. Em suas calçadas circulam diariamente grandes empresários e representantes de famosos centros de negócios.

O coração do sistema capitalista fica enraizado na rua, com a arquitetura, rotina e as pessoas que andam por ali.

Não deixe de esfregar o focinho da estátua do touro em Wall St., hein? Dizem que dá sorte – e dinheiro ;).

O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
Wall St, o coração financeiro dos Estados Unidos

Estátua da Liberdade:

O famoso ícone de Nova York foi um presente dos franceses aos americanos no começo do século. Para chegar a estátua da liberdade é preciso pegar um Ferry Boat que leva até lá. É um belo passeio de barco, onde você vê toda a skyline de New York .

Compre o ingresso no Castle Clinton, no Battery Park, ao sul de Manhattan, ou evite filas e garanta antes o ticket com antecedência.

Os ingressos para adultos custam $24.

Compre seu ingresso antecipado e não perca tempo nas filas
O que fazer em Nova York de 1 a 7 dias na cidade
Estátua da Liberdade, um passeio icônico de Nova York

Jante comida japonesa no NINJA New York

O NINJA é um ótimo restaurante japonês que vale a pena visitar. O ambiente do local é uma vila japonesa da antiguidade, assim como todos os utensílios usados restaurante.

Os garçons usam roupas de ninjas e espadas para servir os clientes, fazem apresentações com fogo e cartas. É muito divertido e o atendimento é incrível, além da comida japonesa que é ótima.

O preço equivale aos bons restaurantes japoneses de São Paulo. Olha só o vídeo para sentir o clima:

Endereço: 25 Hudson Street, New York.

O que fazer em Nova York em 5 dias 

Madison Square Park e Flatiron Building

O Madison Square Park é um dos cartões postais da cidade. Além dele, o Flatiron Building é um dos pontos arquitetônicos mais icônicos da cidade. Vale passear pelo bairro para conhecer um pouquinho mais dessa região. 

Flatiron Building em Nova York

Empire State Building

Um dos maiores ícones da Big Apple, o Empire State Building, tem 102 andares e foi considerado um dos prédios mais altos do mundo por mais de quarenta anos. É possível chegar até a cobertura e desfrutar da vista de Manhattan.

O Ingresso custa $39. Para evitar filas, vale comprar antes de ir para a cidade.

Vista do Empire State Building, em Nova York

Jante um belo prato italiano na Little Italy

Depois de um dia cheio de atividades de nossa lista onde ficar em Nova York, vale comer uma ótima comida italiana na Mulberry Street, no bairro da Little Italy. É uma rua só de restaurantes italianos, com boa pasta e vinhos. Quando chegar por lá, pechinche na entrada dos restaurantes, eles sempre dão descontos ou bebidas de graça.

O que fazer em Nova York – Little Italy

O que fazer em Nova York em 6 dias 

Conheça o Soho e Greenwich Village

O bairro do Soho e Greenwich Village são uns de meus prediletos em Nova York. 

West e East Village são bairros residenciais típicos nova-iorquinos. Além de muitas moradias, o bairro possui lojinhas e restaurantes que são uma delícia.

Muitos artistas moram nesta região de Nova York e é em West Village que “moravam” os personagens de Friends (falamos disso no post Cenários de Filme em Nova York). Além disso, este bairro possui características semelhantes a algumas cidades europeias.

SoHo é um dos bairros que possui uma vida artística bem agitada. Além disso, a região contém bastante galerias e boutiques. Boa parte de indústrias têxteis se desenvolveram no bairro, por isso, se tornou um excelente bairro para sair às compras também.

Chelsea Market

Dê uma passadinha no Chelsea Market, para comprar iguarias locais ou almoçar super bem :). Perca-se nas galerias subterrâneas em uma lojinha mais bonita que a outra. Eu amei.

Uma recomendação é o mel trufado do Chelsea Market Baskets. Sério, é de outro mundo!

Highline

Tem um tempinho a mais? Não deixe de conhecer o parque suspenso High Line durante os meses de calor. O parque fica em cima de uma estação de trem desativada, como o Minhocão em São Paulo. As vistas são lindas e o parque é uma delicia de passear depois de um belo almoço no Chelsea Market. 

Ali perto, fica o hotel Standard, que tem uma das melhores festas rooftop da cidade.

O que fazer em Nova York
Saindo do Chelsea Market, visite o Highline, o parque suspenso mais descolado da cidade. Essa é uma das vistas do parque.

Hudson Yard. The Vessel

Este promete ser um dos principais pontos turísticos de Nova York. Lançado em 2019, o complexo imobiliário Hudson Yard é a maior e mais cara construção particular na cidade desde o Rockerfeller center. 

O ponto alto desse complexo é o prédio The Vessel, um ícone da arquitetura contemporânea. Você pode entrar no prédio e se perder pelas escadas que fazem parte da construção. É tão incrível.  

O que fazer em Nova York em 7 dias 

Comprinhas no Outlet

Que tal fazer aquelas compras que valem a pena antes de voltar para o Brasil?

Existem dois bons outlets perto de Nova York para se esbaldar nas compras:

Woodbury Common

O Woodbury Common é um outlet cheio de lojas de grifes e outras mais comuns. Fica a cerca de uma hora de Manhattan.

Para chegar até lá, a melhor maneira é pegar um ônibus na rodoviária da Port Authority, na 42 st, e custa cerca de 40 dólares. Você pode garantir o seu transporte abaixo:

Horário de Funcionamento: todos os dias das 10 hrs às 21 hrs.

Jersey Gardens

Esse é um shopping fechado com inúmeras lojas que funcionam como outlet. Fica mais pertinho de Nova York e também tem lojas com preços mais acessíveis.

É possível ir de carro ou ônibus, fica a 40 minutos de Manhattan.  O ônibus sai da rodoviária da Port Authority, na 42 st, e custa cerca de 13 dólares ida e volta.

Horário de Funcionamento: de segunda a sexta das 10 hrs às 21 hrs e aos domingos das 11 às 19 hrs.

Reserve seus passeios em Nova York!

Gosto bastante de comprar ingressos online para não perder tempo durante a viagem. O Civitatis é um site europeu bem bacana, onde é possível agendar desde walking tours (tours a pé) de graça pela cidade, até garantir os ingressos das atrações mais disputadas.

Não deixe de dar uma olhada no site! Além de ter todos os passeios comuns eles também têm outros super diferentes e que valem a pena conhecer!

Outros passeios em Nova York que valem a pena conferir:

Anote todas as dicas para não passar apuros em Nova York

  • Dê gorjetas sempre em restaurantes, para quem leva sua bagagem nos hotéis e prestam algum serviço a você. É falta de educação por lá regular as famosas “Tips”.
  • Não se esqueça que o consumo de bebida alcoólica por lá é de 21 anos, assim como a entrada em Cassinos e Baladas.
  • Por mais que a idade mínima para dirigir por lá seja 16 anos para os norte-americanos, para alugar um carro você precisa ter 25 anos. De qualquer forma, em Nova York você não vai precisar de um carro se você ficar pela região.
  • Vai passar mais de uma semana em Nova York? Não deixe de comprar o Metropass. Os bilhetes para o metrô da Big Apple são vendidos em máquinas antes das catracas ou nos caixas. Eles funcionam como um bilhete único, mas você paga uma taxa e pode usa-lo ilimitadamente por uma semana ou um mês dependendo do que você comprar.

E você? Tem alguma dica? Comente aqui pra ajudar quem está indo pra lá !! 🙂

Continue planejando sua viagem para Nova York:

6 comentários
3 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Melhores Museus em Nova York: Os 10 que você não pode perder
viva o mundo

Em meio a frenética Manhattan, existe um cenário cultural e artístico muito forte e importante. Descubra quais são os melhores museus em Nova York. 

Viajar a Nova York e não se aprofundar nos aspectos culturais da cidade é um desperdício enorme. Algumas das mais celebradas obras de arte do mundo ficam em Manhattan.

São tantas opções de museu que fica até difícil escolher apenas alguns para visitar, mas se você é do tipo que não é tão afim de passeios culturais, selecione dois ou três entre os dias que estará na cidade que nunca dorme e aproveite.

Mas agora se você adora museus, artes e história, o que fazer na Big Apple é o que não vai faltar para você. O Museu de História Nacional, por exemplo, vai fazer você se encantar ainda mais com toda estrutura que ele oferece.

São tantas opções de entretenimento e cultura em Nova York que não tem como negar: você vai se apaixonar por toda a riqueza cultural que existe por lá.

E é por isso que nós fizemos uma lista dos melhores museus em Nova York. Confira.

MoMA -The Museum of Modern Art:

Este museu de Nova York foi criado em 1929 como uma instituição educacional e hoje é um dos museus de arte moderna mais importantes e famosos do mundo.

Um dos museus mais fantásticos que você pode conhecer, ele abriga as principais obras da modernidade de artistas renomados, como Andy Warhol, Picasso, Rodin, entre outros estão expostas por lá.

O museu está aberto todos os dias da semana (exceto Dia de Ação de Graças, Natal e o dia de Ano Novo), das 10h30 às 17h30. O ingresso para adulto custa US$25, mas fique atento a dica: nas sextas-feiras a noite o ingresso é de graça!

Compre aqui o seu ingresso para o Museum of Modern Art

Melhores museus em Nova York
The Museum of Modern Art, Nova York

The Metropolitan Museum of Art:

Nada melhor do que visitar o museu depois de um passeio pelo Central Park.

E é exatamente isso que o MET proporciona. Um dos maiores museus do mundo, o The Metropolitan Museum of Art tem diversas obras renomadas dos últimos séculos com coleções de artistas como Picasso, Monet e Van Gogh.

O MET também tem pavilhões repletos de artefatos da história antiga de períodos como Grécia, Roma e Idade Média. É por isso que é um museu reconhecido por ter o maior acervo de armas e armaduras.

Para quem gostou e acompanhou a série Gossip Girl, são as escadarias do The Metropolitan Museum of Art que apareceram diversas vezes na série, então mesmo que o seu passeio ideal não seja museus, é um bom motivo para conferir o MET.

O MET fica aberto 7 dias por semana (exceto Dia de Ação de Graças, Natal, 1º de Janeiro e a primeira segunda-feira de Maio) e o ingresso para adulto também custa US$ 25.

Compre aqui o seu ingresso para o Metropolitan Museum of Art

Melhores museus em Nova York
The Metropolitan Museum of Art, Nova York

American Museum of Natural History:

É um dos meus preferidos da cidade e o favorito de muitos turistas.

Logo na entrada já é possível se deixar encantar pelo museu, com sua entrada grandiosa que pode te lembrar de alguma coisa. Não é a toa. Esse é o mesmo museu no qual Ben Stiller fez o papel de vigia em “Uma Noite no Museu”, filme no qual as atrações ganham vida após as portas fecharem durante a noite.

No museu de história natural, são cinco andares contanto toda a história da humanidade, com exposições de estátuas e até mesmo grandes fósseis de dinossauros que encantam não só crianças como também adultos.

Não só isso, mas também todas as curiosidades que podem-se ver por lá são os principais chamativos deste museu que não é nada entediante.

O American Museum of Natural History fica aberto todos os dias (exceto Dia de Ação de Graças e Natal) das 10h às 17h30 e os ingressos custam a partir de US$23.

Compre aqui seu ingresso para o American Museum of Natural History

Melhores museus em Nova York
American Museum of Natural History, Nova York

Solomon Guggenheim Museum:

Logo de cara, você já vai se impressionar com o Solomon Guggenheim Museum: o prédio é em formato circular, construído pelo arquiteto Frank Lloyd Wright, que tem suas criações conhecidas pelo mundo inteiro.

Museu de arte moderna com acervos de artistas como Picasso e Monet, o Guggenheimm Museum tem suas obras expostas por todos os cantos, inclusive corredores. Não é muito frequentado por muitos brasileiros, apesar de ser um dos melhores de Nova York.

MuVale a pena visitar o projeto arquitetonico que fica na 5 Ave. na frente do Central Park. A entrada custa US$25 e ele fica aberto seis dias por semana (não funciona às quinta-feiras) das 10h30 às 17h45.

Compre aqui o seu ingresso para o Solomon Guggenheim Museum

melhores museus em Nova York
Solomon Guggenheim Museum, Nova York

Intrepid Sea, Air & Space Museum

Depois de ver todos esses outros museus de história mundial, você pode estar pensando em alguma atração que contenha não só história, mas também tecnologia. E é aí que entra o Intrepid Sea, Air & Space Museum.

Em um porta-aviões da Segunda Guerra Mundial, o que já é um grande diferencial, o museu conta com a exposição de diversas aeronaves que foram usadas pela Força Aérea americana, um submarino e uma réplica da Enterprise, nave espacial usada pela NASA em seu programa espacial.

O museu fica aberto de segunda à sexta das 10h às 17h e sábados, domingos e feriados das 10h às 18h.

Compre aqui o seu ingresso para o Intrepid Sea, Air & Space Museum

Melhores museus em Nova York
Intrepid Sea, Air & Space Museum, Nova York

Whitney Museum of American Art

O Whitney Museum of American Art, conhecido também como The Whitney, foi um museu criado por Gertrude Vanderbilt Whitney, integrante de uma das mais tradicionais famílias da cidade.

Em 1929, ela ofereceu dua coleção com mais de 500 obras como doação para o MET, que recusou pois, na época, os museus visavam mais obras de artistas europeus.

Assim, Gertrude abriu seu próprio museu para ajudar a alavancar novos artistas americanos a ter uma maior visibilidade.

O prédio onde o museu está agora é também uma obra de arte, com design moderno, terraços e paredes de vidro. Lá é possível ver a evolução da arte estadunidense e é também onde a Bienal é sediada, com foco na arte contemporânea.

O Whitney Museum of American Art fica aberto às segundas, quartas, quintas e domingos das 10h30 às 18h e sextas e sábados das 10h30 às 22h. Os ingressos custam US$25, mas às sexta-feiras é possível pagar o que você quiser pela admissão das 19h às 21h30.

Compre aqui o seu ingresso para o Whitney Museum of American Art

Whitney Museum of American Art
Whitney Museum of American Art, New York

9/11 Memorial Museum

É difícil encontrar uma pessoa que não saiba sobre os eventos de 11 de Setembro de 2001 que chocaram o mundo e poder visitar um museu que conta essa história com relatos de pessoas que, de alguma forma, estão envolvidas nele é impressionante.

O 9/11 Memorial Museum foi inaugurado em 2014 e é um lugar que faz com que realmente tenhamos noção do impacto do atentado ao WTC, portanto não é um tipo de “atração” que seja para qualquer um.

Fotos e vídeos não são permitidos em diversas áreas do museu. É fácil encontrar visitantes emocionados com a exposição que conta uma história sobre um passado um tanto recente.

O 9/11 Memorial Museum é aberto todos os dias das 9h às 20h e os ingressos custam US$15 ou, se preferir, US$26 para uma visita com hora marcada.

Compre aqui o seu ingresso para o 9/11 Memorial Museum

9/11 Memorial Museum em Nova York
9/11 Memorial Museum, Nova York

Madame Tussauds – Museu de Cera

O Madame Tussauds é conhecido em todo o mundo por ser o melhor museu de cera, com estátuas de figuras da cultura pop que todos conhecem.

Não tem como não se encantar com as representações de ícones políticos, do cinema e da música, rendendo ótimas poses para fotos que vão fazer a sua visita ao museu valer a pena.

São várias montagens que o visitante pode fazer parte do cenário e se envolver.

O Madame Tussauds fica aberto todos os dias das 9h30 às 20h de domingo à quarta, das 9h30 às 22h às quintas e sextas e das 9h às 22h aos sábados. O ingresso custa a partir de US$32.

Compre aqui o seu ingresso para o Madame Tussauds

Madame Tussauds em Nova York
Madame Tussauds, Nova York

E aí? Gostou dos melhores museus em Nova York? Já visitou algum deles? Comente aqui para gente e conte a sua experiência.

Leia também:

Dicas rápidas sobre os melhores museus em Nova York

Onde fica o Museu Americano de História Nacional?

O American Museum of American Art fica em 200 Central Park West, New York, NY 10024, Estados Unidos. Continue lendo.

Quais são os melhores museus em Nova York?

Nova York é uma cidade com vários museus, mas os melhores são The Metropolitan Museum of Art, The Museum of Modern Art, American Museum of Natural History. Continue lendo.

Quanto é o ingresso para o MoMa?

O museu está aberto todos os dias da semana (exceto Dia de Ação de Graças, Natal e o dia de Ano Novo), das 10h30 às 17h30. O ingresso para adulto custa US$25. Continue lendo.

1 Deixe seu comentário
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Los Roques - A Polinésia em Pleno Caribe
viva o mundo

Los Roques: A Polinésia Venezuelana

Imagine a Polinésia Francesa em pleno Caribe. Conhecido por suas águas absurdamente azuis e recifes de coral muito preservados, Los Roques é um verdadeiro oásis venezuelano.

O arquipélago todo é um parque nacional constituído por mais de 40 ilhas. As duas únicas ilhas habitadas são Gran Roque, onde estão o aeroporto, o comércio e as pousadas espalhadas entre ruas de areia, como o sul da Bahia, e Los Mosquises, onde há uma base de um projeto de preservação de tartarugas.

É um destino para quem não liga para luxo, já que a pequena cidade tem uma infraestrutura bem simples. Enquanto em Gran Roque ficam os ótimos restaurantes, pousadas e a pequena – mas não agitada – vida noturna da ilha, para conhecer mesmo o paraíso é necessário sair dali e dar boas voltas de barco.

Los Roques - a Polinésia Caribenha

Praias

De Gran Roque saem as lanchas rápidas para as dezenas de passeios e praias do arquipélago, todas inabitadas e verdadeiros paraísos ecológicos. O tempo de navegação para estas praias varia de 20 minutos a até duas horas de lancha. Em Los Roques, os passeios funcionam assim: você vai de lancha até o local, passa o dia por lá e volta para Gran Roque. Nas praias mais populares existem restaurantes que servem ótimos frutos do mar.

Como tudo o que vale a pena é difícil de alcançar, a praia mais deslumbrante do arquipélago é a mais longe de Gran Roque e por lá, não tem nada a não ser areia e águas cristalinas. A praia de Cayo D’água,  ganhou o primeiro lugar entre as praias mais bonitas do mundo, segundo ranking da National Geographic.

Outras praias que merecem destaque, e tem um acesso mais fácil são: Francisquí, Cayo Pirata, Madrisquí, Crasquí, Dos Mosquises e Rabusquí

Los Roques - A Polinésia em Pleno Caribe
Praias de Los Roques

 Esportes e Aventura

Los Roques também é um ótimo destino para o mergulho. São diversos os pontos ao longo do arquipélago. Por lá, existe uma enorme barreira de corais que abriga ótimos pontos de mergulho.

E não é preciso ir muito longe para mergulhar, em Gran Roque ficam ótimos pontos de mergulho. Ali são feitos os primeiros mergulhos e os batismos, mas os pontos mais interessantes estão do lado norte da ilha, onde o mar é mais agitado, mas a vida marinha é mais intensa. Tubarões, tartarugas, raias-chita são comuns. O fundo é composto por grandes rochedos que formam túneis e passagens estreitas. Há algumas fendas e cavernas na costeira, onde é possível entrar em salões iluminados pelo forte azul do mar.

O Kitesurf também é praticado pelo arquipélago, o vento não é tão constante como em outras ilhas do caribe. Mas as águas calmas e cristalinas se tornam perfeitas para a pratica quando uma brisa de mais de 15 nós entra por ali.

Los Roques - A Polinésia em Pleno Caribe
Mergulho em Los Roques

Crise na Venezuela

A Venezuela passa por uma tremenda crise, o que complica a situação também dos viajantes. Los Roques passa por problemas de abastecimento, já que os navios com mantimentos não saem de Caracas todas as semanas pela crise que o país passa. Quem pensa em fazer compras em supermercado para economizar é melhor repensar a ideia, já que a escassez de suprimentos é enorme em Los Roques.

Além disso, os ótimos restaurantes de Gran Roque as vezes precisam fechar pela falta de abastecimento tanto de comida, quanto de água. Quem garante a comida são as pousadas – mas apenas aos hóspedes. Ou seja, fique em pousadas que tenham restaurantes próprio. Infelizmente, o paraíso sofre – e muito – com os atuais problemas políticos venezuelanos.

Pior mesmo, é a capital do país, Caracas. O negócio por lá é barra pesada. Primeiro, as agências de viagens estão alertando os turistas a não despacharem as malas lá, porque estão roubando. Além disso, assaltos ocorrem a luz do dia, da noite, em qualquer lugar e muitos até bem perto do aeroporto. Eu fiquei um dia em Caracas e juro para vocês, dei graças a Deus em voltar a São Paulo. Vi um assalto a mão armada em frente ao meu táxi, o exército fica na rua com armas gigantes apontadas para a população. O sentimento de insegurança é enorme, parece uma terra sem dono.

O país possui favelas por todo o canto, é muita pobreza, é muita falta de administração do governo, muita politicagem suja. Fiquei me sentindo muito mal pela situação dos venezuelanos, que são um povo alegre e sofre tanto (em níveis absurdamente maiores que o Brasil) com o governo e a falta de direitos básicos.

Como chegar em Los Roques em meio a crise venezuelana?

O melhor conselho é: Não fique em Caracas em hipótese alguma. Infelizmente, não existem voos à Los Roques que não passem pela capital venezuelana. As principais companhias brasileiras param na capital, você troca de avião para um menor com destino ao arquipélago.

A  solução é esta: faça apenas esta conexão de voos no aeroporto de Caracas. Saia do Brasil à Los Roques e garanta que você não vai precisar sair do aeroporto em Caracas, seja pela troca de aeroportos ou pelo tempo que você vai precisar passar em Caracas. Fique o menor tempo possível por lá e garanta que o seu voo com destino à Los Roques saia do aeroporto internacional da capital venezuelana também!

Chegando no arquipélago, opte por uma hospedagem all inclusive. A natureza faz o seu trabalho por lá e faz a visita valer a pena. É um dos lugares mais lindos que já passamos.

As praias mais incríveis de Los Roques

O arquipélago de Los Roques possui mais de 40 ilhas, sem contar os bancos de areia que se formam ao longo de sua área.  Nas ilhas e bancos, formam-se as praias mais incríveis e deslumbrantes do mar do Caribe. O azul turquesa do mar é tão intenso que reflete nas nuvens e a areia é tão branca que todas as cores da natureza se realçam ainda mais. É o paraíso em plena Venezuela.

De Gran Roque saem as lanchas rápidas para as dezenas de passeios e praias do arquipélago, todas inabitadas e um verdadeiro paraíso ecológico. O tempo de navegação para estas praias varia de 20 minutos a até duas horas de lancha.

Em Los Roques, os passeios funcionam assim: você vai de lancha até o local, passa o dia por lá e volta para Gran Roque. Algumas pousadas disponibilizam estes passeios e a alimentação ao longo do dia. Mas nas praias mais populares existem restaurantes que servem ótimos frutos do mar.

O Viva o Mundo selecionou as praias que achamos mais incríveis que passamos pelo arquipélago de Los Roques:

Ilha de Francisqui

Uma das ilhas mais populares de Los Roques e de mais fácil acesso também. Leva cerca de 20 minutos para chegar na ilha com praias de areias brancas e água turquesa cristalina. O nível da água é tão raso, que forma bancos de areias perfeitos para quem quer curtir o dia em uma ilhazinha ainda mais isolada. Por lá, existe um restaurante que serve ótimos frutos do mar! Não deixe de fazer uma caminhada pela ilha que abriga lagoas incríveis e paisagens deslumbrantes.

Cayo Carenero

Uma lagoa de águas translúcidas cercada por mangue e praias, uma mais bonita que a outra. Fazer snorkel no mangue e assistir aos cardumes de alevinos sendo atacados por filhotes de barracudas entre os galhos das árvores é sensacional. Dá pra passar horas nesta brincadeira. Esse destino não é tão comum entre os turistas, mas vale a pedida. Reserve um dia para fazer snorkeling por lá e curtir as lagoas e praias.

Cayo de Água

Como tudo o que vale a pena é difícil de alcançar, a praia mais deslumbrante do arquipélago é a mais longe de Gran Roque e por lá, não tem nada a não ser areia e águas cristalinas. A praia de Cayo D’água,  ganhou o primeiro lugar entre as praias mais bonitas do mundo, segundo ranking da National Geographic.

Bancos de areia ao sul de Los Roques

Vale sair de barco para conhecer a barreira de coral ao sul do arquipélago, seja para mergulhar por lá ou para desfrutar das dezenas de pequenas praias e bancos de areia que ficam na região. Não deixe de levar lanches e comida, já que demora cerca de 40 minutos para chegar por lá com uma lancha rápida. 

Los Roques - A Polinésia em Pleno Caribe
Los Roques – A Polinésia em Pleno Caribe

Tudo sobre mergulho em Los Roques

Mergulhar em Los Roques é uma experiência espetacular. Nós mergulhamos com a operadora Arrecife Divers (www.divevenezuela.com), que possui ótimo atendimento e boa infra. Foram 5 dias de mergulho com eles e em média 3 imersões por dia.

A equipe do centro de mergulho capitaneada pelo instrutor de mergulho Juan Carlos é ótima e muito prestativa. Seu cachorro Pluto é uma atração a parte – quase um divemaster e sempre acompanha o dono nas saídas de mergulho.

Gran Roque

Os nossos primeiros mergulhos foram ao redor de Gran Roque. Ali são feitos os primeiros mergulhos e os batismos, mas os pontos mais interessantes estão do lado norte da ilha, onde o mar é mais agitado, mas a vida marinha é mais intensa. Tubarões, tartarugas, raias-chita são comuns. O fundo é composto por grandes rochedos que formam túneis e passagens estreitas. Há algumas fendas e cavernas na costeira, onde é possível entrar em salões iluminados pelo forte azul do mar.

Dica aos mergulhadores avançados: Nesta região o melhor mergulho é em La Guaza, um parcel cujo o cume está a 7 metros de profundidade e desce na vertical até a areia aos 35 metros. O mergulho é feito em espiral de baixo para cima, ao redor do rochedo há muitos cardumes e uma grande quantidade de peixes tropicais.

Barreira de Corais

As outras três áreas de mergulho estão na barreira de corais ao sul do arquipélago, que é bem extensa. Para chegar lá são pelo menos 40 minutos de navegação em lancha rápida por dentro do atol. O tempo voa, já que a paisagem é espetacular, pontilhada por pequenas ilhas e bancos de areia. As cores do mar são estonteantes, tão fortes que chegam a refletir nas nuvens. É a polinésia em pleno Caribe.

Cayo Sal e a ilha de Nube Verde

Os pontos de mergulho mais frequentados são próximos ao canal entre Cayo Sal e a ilha de Nube Verde, que forma uma passagem entre o ator e o mar aberto. Uma plataforma de areia branca desce até os 12 metros, onde encontra-se o topo de abismo que chega a 1.500 metros de profundidade. A formação coralínea é muito rica e é uma das mais bem preservadas do Caribe, apesar dos peixes-leões que já dominaram o pedaço. 

A Maceta de Cote, a Maceta de Nube Verde e a Cabeza de Cayo Sal. 

Outros pontos de mergulho mais visitados por lá são: A Maceta de Cote, a Maceta de Nube Verde e a Cabeza de Cayo Sal.  É um fundo bem caribenho, mas sem o trânsito de mergulhadores que há nas outras ilhas. Os intervalos de superfície são feitos em ilhotas paradisíacas.

Boca Sebastopol

No extremo leste desta barreira coralínea há outra passagem denominada Boca Sebastopol. Para mergulhar nesta região é preciso esperar um dia com ventos fracos de leste ou nordeste, porque ali o mar costuma ser bem agitado. A navegação até lá é por um extenso canal protegido pelos corais de um lado e um belíssimo manguezal que serve de ninhal para inúmeras espécies de aves marinhas. Os mergulhos são feitos na correnteza e são frequentes as avistagens de grandes pelágicos como raias-chita, atuns e eventualmente tubarões e até mesmo gigantescas tartarugas-de-couro.

Uespen de Cayo Sal

Outro ponto de mergulho ótimo na barreira de coral é Uespen de Cayo Sal, no extremo oeste da barreira coralínea do sul do arquipélago. Neste ponto há uma sequência de grutas submersas que se formam ao longo do paredão, decoradas por esponjas e árvores de corais. O mergulho também é feito na correnteza sobre um imenso jardim de corais, que se debruça sobre o abismo submerso. No azul, as raias-chita e grandes cardumes de xáreus estão sempre presentes.

Hospedagem para Brasileiros em Los Roques

Los Roques possui diversas opções de hospedagens, todas com um toque rúsico e simples, mas que não deixam nem um pouco a desejar no conforto em acomodações, na ótima gastronomia e excelente atendimento. E para brasileiros a vantagem é ainda maior, já que existem opções de hospedagem especialmente para a gente! São essas aqui:

Pousada Galeria La Corsaria

Recentemente reformada, a pousada-galeria integra o seu estilo colonial com muito espaço, com uma decoração moderna e elegante, que inclui espaço para exposições de obras de arte, criando um ambiente único para a sua estadia em Los Roques. A pousada oferece oito quartos com opções de doble, triple, quadruple e até um quarto familiar. Cada quarto tem um banheiro privativo, geladeira com frigobar, ar condicionado e ventiladores de teto. A pousada conta com Wi-fi e Câmaras de Vigilância. Preços: Baixa estação U$ 95,00 Alta Estação: U$ 125,00. Visite o site, clicando aqui. 

Pousada Tramonto

Cada apartamento está equipado com um confortável banheiro, cozinha e sala de jantar pequena. Embora a distribuição de seu espaço seja diferente para cada apartamento, em cada um deles vocês irão encontrar: cozinha equipada com louças, copos e talheres para quatro pessoas, utensílios domésticos, café, canecas, copos e taças, o que permite a opção somente dormir. (Atualmente, não recomendamos essa opção pela crise de abastecimento na Venezuela). A pousada também tem as opções de café da manha, cooler para a praia, merenda e janta com pratos de entradas e principal, sobremesa e serviço de vinho. Os preços variam de U$ 70,00 – U$ 140,00. Eles possuem uma página no Facebook, visite clicando aqui

Pousada Eva

A pousada tem um amplo terraço, quatro habitações, sendo 2 matrimoniais, 1 Quanduple e 1 Quintuple. Todas com ar condicionado e banheiro privado. Possui uma bonita sala de estar. Está localizada de frente para a lagoa, com uma linda vista do nascer do sol. É uma pousada super ventilada. Wi-fi e câmeras de segurança também fazem parte do local. O Pacote Completo “PC” contempla todas as comidas e passeios a Qualquer Ilha escolhida pelo turista. Preços: Baixa estação: U$ 85,00, alta estação U$ 110,00. Visite o site, clicando aqui

Onde nós ficamos: Charter no Caribe

Sempre que vamos ao Caribe ficamos hospedados no catamarã Ocean Eyes. O principal motivo dessa escolha é: o barco é do meu pai hahaha. Ele e sua mulher, Tatiana, mudaram-se para o barco há três anos, depois de cansarem do stress daqui de São Paulo. Desde estão, eles estão rodando o Caribe de cima abaixo.

A ideia deles é cruzar o canal do Panamá rumo a primeira volta a mundo deles daqui a alguns anos. Mas por enquanto, eles estão rodando as ilhas do Caribe e curtindo por lá. Para a alegria de todos, eles também recebem hóspedes no barco deles. Quem quiser saber mais sobre o charter deles no caribe, clique aqui.

Essa é uma ótima oportunidade a quem estiver pensando em ir ao Caribe, já que você terá a oportunidade de ficar em um veleiro, com um casal de brasileiros e all inclusive a bordo! Nada mal, não é? O único problema é que com a crise na Venezuela, eles estão evitando de ir à Los Roques, já que o arquipélago está vivendo uma escassez de água, diesel e alimento.

Dicas essenciais:

1) Leve dinheiro em cédulas. A moeda é o Bolívar Venezuelano. O único banco de Grand Roque (única cidade do arquipélago) abre poucas horas por dia e raros estabelecimentos aceitam cartão. Por isso, já vá preparado com dinheiro no bolso!

2) Hoje em dia, a ilha passa por problemas de abastecimento, já que os navios com mantimentos não saem de Caracas todas as semanas pela crise que o país passa! Quem pensa em fazer compras em supermercado para economizar é melhor repensar a ideia, já que a escassez de suprimentos é enorme.

3) Os ótimos restaurantes da ilha as vezes precisam fechar pela falta de abastecimento. Quem garante a comida são as pousadas – mas apenas aos clientes. Resumindo: fique em pousadas que tenham restaurantes próprios e leve dinheiro em cédulas!

9 comentários
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Los Roques - a Polinésia Caribenha

Dicas Los Roques

por Virginia Falanghe

 

Dicas essenciais que todos precisam saber antes de ir à Los Roques:

1) Leve dinheiro em cédulas. A moeda é o Bolívar Venezuelano. O único banco de Grand Roque (única cidade do arquipélago) abre poucas horas por dia e raros estabelecimentos aceitam cartão. Por isso, já vá preparado com dinheiro no bolso!

O único banco de Gran Roque abre poucas horas por dia, e não faz operações de câmbio.

O único banco de Gran Roque abre poucas horas por dia, e não faz operações de câmbio.

2) Hoje em dia, a ilha passa por problemas de abastecimento, já que os navios com mantimentos não saem de Caracas todas as semanas pela crise que o país passa! Quem pensa em fazer compras em supermercado para economizar é melhor repensar a ideia, já que a escassez de suprimentos é enorme.

3) Os ótimos restaurantes da ilha as vezes precisam fechar pela falta de abastecimento. Quem garante a comida são as pousadas – mas apenas aos clientes. Resumindo: fique em pousadas que tenham restaurantes próprios e leve dinheiro em cédulas!

Gran Roque vista de longe

Gran Roque vista de longe

 

0 Deixe seu comentário
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Los Roques - A Polinésia em Pleno Caribe

As praias mais incríveis de Los Roques

 

O arquipélago de Los Roques possui mais de 40 ilhas, sem contar os bancos de areia que se formam ao longo de sua área.  Nas ilhas e bancos, formam-se as praias mais incríveis e deslumbrantes do mar do Caribe. O azul turquesa do mar é tão intenso que reflete nas nuvens e a areia é tão branca que todas as cores da natureza se realçam ainda mais. É o paraíso em plena Venezuela.

De Gran Roque saem as lanchas rápidas para as dezenas de passeios e praias do arquipélago, todas inabitadas e um verdadeiro paraíso ecológico. O tempo de navegação para estas praias varia de 20 minutos a até duas horas de lancha.

Em Los Roques, os passeios funcionam assim: você vai de lancha até o local, passa o dia por lá e volta para Gran Roque. Algumas pousadas disponibilizam estes passeios e a alimentação ao longo do dia. Mas nas praias mais populares existem restaurantes que servem ótimos frutos do mar.

O Viva o Mundo selecionou as praias que achamos mais incríveis que passamos pelo arquipélago de Los Roques:

 Ilha de Francisqui

Uma das ilhas mais populares de Los Roques e de mais fácil acesso também. Leva cerca de 20 minutos para chegar na ilha com praias de areias brancas e água turquesa cristalina. O nível da água é tão raso, que forma bancos de areias perfeitos para quem quer curtir o dia em uma ilhazinha ainda mais isolada. Por lá, existe um restaurante que serve ótimos frutos do mar! Não deixe de fazer uma caminhada pela ilha que abriga lagoas incríveis e paisagens deslumbrantes.

DSC_5389

Olha a cor da água de uma das praias da ilha de Francisqui!

DSC_5404

As pessoas aproveitam os bancos de areia para ficar em um sossego ainda maior…

DSC_5406

Lanchas, botes e barcos parando no restaurante de Francisqui

DSC_5410

A ilha de Francisqui fica a 20 minutos de navegação de Gran Roque (dá pra ver a principal ilha do continente lá atrás na foto)

DSC_5426

Frutos do mar fresquinhos em restaurante de Francisqui

DSC_5428

Almoçamos por lá com nossos amigos instrutores de mergulho da Arrecife Divers

 

Cayo Carenero

 Uma lagoa de águas translúcidas cercada por mangue e praias, uma mais bonita que a outra. Fazer snorkel no mangue e assistir aos cardumes de alevinos sendo atacados por filhotes de barracudas entre os galhos das árvores é sensacional. Dá pra passar horas nesta brincadeira. Esse destino não é tão comum entre os turistas, mas vale a pedida. Reserve um dia para fazer snorkeling por lá e curtir as lagoas e praias.

Cayo Carnero é pouco conhecido pelos turistas

Cayo Carnero é pouco conhecido pelos turistas

Mas a lagoa cristalina é um ótimo ponto para praticar snorkeling

Mas a lagoa cristalina é um ótimo ponto para praticar snorkeling

Cayo de Água

Como tudo o que vale a pena é difícil de alcançar, a praia mais deslumbrante do arquipélago é a mais longe de Gran Roque e por lá, não tem nada a não ser areia e águas cristalinas. A praia de Cayo D’água,  ganhou o primeiro lugar entre as praias mais bonitas do mundo, segundo ranking da National Geographic.

Praia Cayo De Água, foi eleita a mais bonita do mundo por ranking da National Geographic.

Praia Cayo De Água, foi eleita a mais bonita do mundo por ranking da National Geographic.

Não é por menos...

Não é por menos…

Farol da Ilha.

Farol da Ilha.

 

Bancos de areia ao sul de Los Roques

Vale sair de barco para conhecer a barreira de coral ao sul do arquipélago, seja para mergulhar por lá ou para desfrutar das dezenas de pequenas praias e bancos de areia que ficam na região. Não deixe de levar lanches e comida, já que demora cerca de 40 minutos para chegar por lá com uma lancha rápida.  

Pessoas explorando os bancos de areia

Pessoas explorando os bancos de areia

vidão

Vidão!

Durante a navegação com destino a barreira de corais, ao sul de Los Roques

Durante a navegação com destino a barreira de corais, ao sul de Los Roques

Até hoje me impressiono com a cor dessa água

Até hoje me impressiono com a cor dessa água

As praias ao sul do aquipelago são verdadeiros paraísos intocados

As praias ao sul do aquipélago são verdadeiros paraísos intocados

 

2 comentários
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest
Los Roques: Hospedagem para brasileiros

 

Hospedagem para Brasileiros em Los Roques

 

Por Virginia Falanghe
 

Los Roques possui diversas opções de hospedagens, todas com um toque rúsico e simples, mas que não deixam nem um pouco a desejar no conforto em acomodações, na ótima gastronomia e excelente atendimento. E para brasileiros a vantagem é ainda maior, já que existem opções de hospedagem especialmente para a gente! São essas aqui:

Venebrasil

Fábio é um brasileiro de uma simpatia imensa que vive em Los Roques. Ele é dono de uma agência de viagens, a Venebrasil, que faz a conexão de brasileiros que desejam ir à Venezuela. Em Los Roques, o Fábio está a frente de três pousadas:

Pousada Galeria La Corsaria

Recentemente reformada, a pousada-galeria integra o seu estilo colonial com muito espaço, com uma decoração moderna e elegante, que inclui espaço para exposições de obras de arte, criando um ambiente único para a sua estadia em Los Roques. A pousada oferece oito quartos com opções de doble, triple, quadruple e até um quarto familiar. Cada quarto tem um banheiro privativo, geladeira com frigobar, ar condicionado e ventiladores de teto. A pousada conta com Wi-fi e Câmaras de Vigilância. Preços: Baixa estação U$ 95,00 Alta Estação: U$ 125,00. Visite o site, clicando aqui. 

galeria

Quartos da Pousada Galeria La Corsaria

galeria2

Sala de estar pousada

60a1d3e5017bbab970a04bb35929b38e

Área externa

Pousada Tramonto

Cada apartamento está equipado com um confortável banheiro, cozinha e sala de jantar pequena. Embora a distribuição de seu espaço seja diferente para cada apartamento, em cada um deles vocês irão encontrar: cozinha equipada com louças, copos e talheres para quatro pessoas, utensílios domésticos, café, canecas, copos e taças, o que permite a opção somente dormir. (Atualmente, não recomendamos essa opção pela crise de abastecimento na Venezuela). A pousada também tem as opções de café da manha, cooler para a praia, merenda e janta com pratos de entradas e principal, sobremesa e serviço de vinho. Os preços variam de U$ 70,00 – U$ 140,00. Eles possuem uma página no Facebook, visite clicando aqui

23

Quarto Pousada Tramonto

2

Área de descanso pousada Tramonto

Pousada Eva

A pousada tem um amplo terraço, quatro habitações, sendo 2 matrimoniais, 1 Quanduple e 1 Quintuple. Todas com ar condicionado e banheiro privado. Possui uma bonita sala de estar. Está localizada de frente para a lagoa, com uma linda vista do nascer do sol. É uma pousada super ventilada. Wi-fi e câmeras de segurança também fazem parte do local. O Pacote Completo “PC” contempla todas as comidas e passeios a Qualquer Ilha escolhida pelo turista. Preços: Baixa estação: U$ 85,00, alta estação U$ 110,00. Visite o site, clicando aqui

eva4

Recepção Pousada Eva

eva2

Quarto Pousada Eva

Pousada Eva

Pousada Eva

Onde nós ficamos: Charter no Caribe

Sempre que vamos ao Caribe ficamos hospedados no catamarã Ocean Eyes. O principal motivo dessa escolha é: o barco é do meu pai hahaha. Ele e sua mulher, Tatiana, mudaram-se para o barco há três anos, depois de cansarem do stress daqui de São Paulo. Desde estão, eles estão rodando o Caribe de cima abaixo. A ideia deles é cruzar o canal do Panamá rumo a primeira volta a mundo deles daqui a alguns anos. Mas por enquanto, eles estão rodando as ilhas do Caribe e curtindo por lá. Para a alegria de todos, eles também recebem hóspedes no barco deles. Quem quiser saber mais sobre o charter deles no caribe, clique aqui. Essa é uma ótima oportunidade a quem estiver pensando em ir ao Caribe, já que você terá a oportunidade de ficar em um veleiro, com um casal de brasileiros e all inclusive a bordo! Nada mal, não é? O único problema é que com a crise na Venezuela, eles estão evitando de ir à Los Roques, já que o arquipélago está vivendo uma escassez de água, diesel e alimento.

Catamarã Ocean Eyes no mar de Los Roques

Catamarã Ocean Eyes no mar de Los Roques

 

3 comentários
0 FacebookTwitterGoogle +Pinterest