Tudo o que você precisa saber para praticar Kiteboard em Bonaire

 

A praia Atlantis é o ponto de encontro dos Kiteboarders, que aproveitam o mar calmo e os ventos alísios constantes para realizarem manobras que desafiam as leis da gravidade. É realmente um paraíso para quem já sabe fazer kite, já que os ventos ficam entre 18 e 25 nós constantes em um mar que tem espaço para todos.

Quem quiser aprender a fazer Kiteboard (como eu), também pode se aventurar por lá. Na Atlantis existem algumas escolas de kite, mas a única credenciada pela IKO e considerada a melhor da ilha é a Kiteboarding Bonaire.

Road Jaspars, dono e professor da Kiteboarding Bonaire.

Foi em Bonaire que a paixão pelo Kite começou.

Me apaixonei pelo Kite em 2007, na primeira vez que fui à Bonaire. Passamos em Atlantis Beach e fiquei deslumbrada com aquelas velas coloridas dançando conforme o vento e com a liberdade de poder voar e deslizar por cima de um mar com uma beleza indescritível.  Fiquei ali parada em êxtase. Só consegui pensar: “É isso que quero fazer, preciso aprender esse esporte”. Mas o kite é um esporte difícil porque além de ser caro, também é muito complicado para quem mora em São Paulo, onde o lugar mais próximo para conseguir praticar no litoral é a Ilha Bela. Demorou, mas a hora chegou. Quatro anos depois voltei à Bonaire e apesar de todas as maravilhas do lugar eu só conseguia pensar no Kite.

Iniciantes e avançados: aqui vão todas as dicas!

Chegamos à ilha e a primeira coisa que fiz foi alugar um carro e ir correndo para Altantis Beach. Chegando lá, conheci o Roan Jaspars – o dono e instrutor da Kiteboarding. Ele fica sempre ali na praia, mas se você quiser marcar uma aula é melhor ligar, mandar e-mail ou sinal de fumaça para não vacilar, chegar lá e não ter horário pra você. É só entrar no link: http://www.kiteboardingbonaire.com/

Para quem nunca praticou você vai aprender a manusear uma vela menor na areia, depois vai aprender as técnicas do bodydrag e superman, treinamento de segurança e só depois vai tentar sair com a prancha e velejar, sempre com o Roan em um barco de segurança te seguindo. Para aprender o kite demora no mínimo uns 2, 3 dias, tirando todo o treino que exige depois. Mas vale a pena!

Tudo começa na areia, você aprende os conceitos básicos do Kite, como as zonas do vento e a manusear a uma vela pequena.
Prepare-se para voar um pouco...
Aproveite para fazer aulas de Kite em duplas, assim os preços ficam justos comparado com os do Brasil

Preços:

Os preços em Bonaire são bem mais salgados que no nordeste do Brasil (como em Jericoacoara), mas não é sempre que podemos viajar para todos os lugares que desejamos, não é? Além disso, se você arrastar alguém pra aprender com você aí sim os preços ficam bem justos!!! Então se você quer aprender e estiver indo pra lá, aproveite! Seguem as taxas de preços:

Individual:
1h30min – $150
3 horas – $225

Pacotes de aulas particulares para iniciantes:
3 dias x 1h30min – $400
5 dias x 1h30min – $675

3 dias x 3 horas –  $610
5 dias x 3 horas – $999

Aulas semi-particulares:
3 horas – $300

Pacotes aulas semi-particulares para iniciantes:
3 dias x 3 horas – $800
5 dias x 3horas – $1350

Roan te segue com um barco de apoio para te auxiliar dentro d'água.

Já sabe fazer kite? Então você vai curtir essas opções de trips para velejar:

Aulas Avançadas (freestyle, Race, surfboard, hydrofoil) $80 por hora.

Além disso, eles fazem pequenas trips para Klein Bonaire e Klein Curacao –  ilhas que ficam próximas à Bonaire.

  •  Downwinder para Klein Bonaire

1 pessoas $225, 2 pessoas $250, 3 pessoas $300, 4 pessoas $360.

  • Day trip klein Curacao

Sai às 6.00am e volta às 20h00. Minimo de 8 pessoas. $300 p.p.

Esse é o resumo da minha aula, assistam!! 🙂 Tem alguma dica ou comentário sobre Kite em Bonaire? Escreva ali embaixo. 


Virginia Falanghe

Jornalista de viagens e especialista em marketing digital de turismo, Virginia transformou sua paixão por viagens e aventuras em profissão. Já conheceu os cinco continentes com algumas paradas longas na Austrália, EUA, Portugal, Canadá, além de três meses a bordo de um catamarã pelas ilhas do Caribe. Além de escrever sobre destinos de natureza aqui no Viva o Mundo, é colunista de viagens na JovemPan, editora-chefe do site Dicas de Viagem e head da agência digital Pura. 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.