Ilhas Virgens Britânicas

A beleza da cor da água somada ao alto-astral caribenho, fazem dessas ilhas um reduto de quem sabe viver bem e aproveitar a vida.

Tudo o que você precisa saber para planejar suas férias nas Ilhas Virgens Britânicas

 

As praias do arquipélago são deliciosas, o mar é calmo e cristalino e as velejadas ao longo do canal Sir Francis Drake, que separa as ilhas britânicas das vizinhas Ilhas Virgens Americanas, não poderiam ser mais românticas. Quem sabe viver bem vive por aqui, mas isso não quer dizer que seja um reduto apenas de milionários.

C om um simples veleirinho de aluguel você também pode tirar férias inesquecíveis nessas ilhas e dividir, sem cerimônia, uma praia deserta com Bill Gates ou outras figurinhas carimbadas da revista Fortune.

E imagine quanta coisa você não terá para contar quando voltar? Captura de Tela 2014-08-20 às 23.10.58

As Ilhas Virgens Britânicas abrangem dezenas de ilhas e oferecem mergulhos em paisagens sub completamente diferentes de qualquer outro lugar do Caribe. A região guarda praias pouco exploradas, condições perfeitas para vela e mergulho, além de boas compras e agitada vida noturna.

A maneira mais comum de conhecer as ilhas é a bordo de um veleiro – e foi assim que eu conheci todas as ilhas em janeiro de 2013, a bordo do catamarã Ocean Eyes  (desta vez sem o Caio  :()

Um dos motivos pelo qual eu viajo muito pelo Caribe é que meu pai, Alcides Falanghe, junto com sua mulher, Tatiana Zanardi, cansaram da loucura de São Paulo e há três anos moram pelo mar do Caribe a bordo do Ocean Eyes e recebem turistas no barco. Ou seja, você também pode ser hóspede deles! Cada temporada eles estão em um lugar do Caribe. Eles fazem charter (hospedagem all inclusive a bordo) nas Ilhas Virgens Britânicas entre os meses de janeiro-março. Quem quiser mais informações é só ver o nosso post: Onde Ficar.

North Sound da Virgem Gorda vista de um helicóptero. Foto: Ocean Eyes Production

North Sound da Virgem Gorda vista de um helicóptero. Foto: Ocean Eyes Production

Como Chegar

A American Airlines tem voos da São Paulo para San Juan, em Porto Rico, e então para Tortola, principal Ilha das BVI.  Veja as melhores opções de voos saindo da sua cidade pela decolar.com!

O Arquipélago das Ilhas Virgens Britânicas

As maiores ilhas do arquipélago das Ilhas Virgens Britânicas são Tortola, onde fica a capital, Roadtown, e Virgem Gorda. Mas, em torno delas, gravitam outras tantas ilhotas, como Josh Van Dyke, Guana, Great Camanpe, Scrub, Norman, Salt Island, e mais um rosário de ilhas menores mas não menos espectáculares.

Nossa Rota!! É difícil explicar: então é só ligar os pontos com os números! hahah

Nossa Rota!! É difícil de ver aqui no post, mas é só clicar que a imagem aumenta!  Para entender direitinho é só ligar os pontos com os números!

Alugue logo um Barco!

Nas BVI, o melhor jeito de passear é navegar. E barcos para alugar é o que não faltam. A paisagem das Ilhas Virgens Britânicas lembra um pouco o litoral do sudeste do Brasil. Praias de areais brancas, intercaladas por costões rochosos emolduradas por montanhas verdes. Já a cor do mar é única e sempre um espanto – vai do azul turquesa ao roxo oceânico, com todos os degrades possíveis!

A população e o comércio se concentram em Roadtown, assim como as marinas que alugam veleiros de todos os tamanhos, com ou sem tripulantes, para charters naquelas águas maravilhosas. Para quem não quiser ficar embarcado, Tortola oferece ótimos hotéis e resorts. Mas é um pecado ir até as Ilhas Virgens Britânicas e ficar preso em terra filme. Limitar-se aos passeios de barco com dezenas de turistas também é pouco.

Nas Ilhas Virgens Britânicas – Ou BVI, como são conhecidas na intimidade- você merece ser capitão do próprio barco e escolher onde ancorar para assistir ao pôr-do-sol, jantar à luz de velas e dormir embalado pelo balanço do mar azul.

Ir até as Ilhas Virgens Britânicas e se hospedar em terra firme é um pecado! Para conhecer bem mesmo, o negócio é ficar em um veleiro - e tem opções para todos os bolsos!

Ir até as Ilhas Virgens Britânicas e se hospedar em terra firme é um pecado! Para conhecer bem mesmo, o negócio é ficar em um veleiro – e tem opções para todos os bolsos!

 

Os 8 melhores pontos turísticos das Ilhas Virgens Britânicas

 

1) Tortola Island

É onde se concentram o comércio, restaurantes e hotéis da ilha. Inclusive a vida noturna agitadíssima em dias de Lua Cheia pela Full Moon Party, em Trellis Bay! Vale a Pena!

TORTOLA

2) Virgem Gorda Island

As atrações estão por toda parte. Em Virgem Gorda, imensos blocos de granito formam cavernas e labirintos que levam a praias escondidas e piscinas naturais. É sensacional! Com certeza é o passeio mais conhecido e indispensável das BVI VIRGEM GORDA

3) North Sound da Virgem Gorda.

Em North Sound fica um Resort bem legal que chama Bitter End Yacht Resort e dá para passar o dia  por lá, fazer aulas de kitesurf e alugar equipamentos de esportes náuticos como SUP, caiaques, etc. Bem do ladinho da baía fica Leverick Bay, onde tem um Happy Hour animado por um pirata local! VIRGEM GORDA NORTE

4) Necker Island

Essa é só por curiosidade, mas em frente a North Sound fica a ilha do bilionário Richard Brandson, dono da Virgin (Records, Airlines, Galatic etc..)

5) Norman Island

Em Norman Island há uma caverna inundada pelo mar que garante um mergulho que vai deixar lembranças para sempre! Veja só a nossa reportagem sobre as Ilhas Virgens e Norman Island está nela!  

 

6) Sandy Cay

É uma pequena ilhota protegida por um parque ecológico. Dá pra fazer uma trilha que dá toda a volta nela em menos de uma hora! Vale pelo paraíso! Olha isso… SANDY CAY

7) Salt Island

Já Salt Island esconde duas salinas cor de rosa e um naufrágio muito famoso entre os mergulhadores, o do navio Rhone, cuja popa pode ser avistada até da superfície, tal a transparência da água. Além do mergulho, na parte de terra da ilha existe uma trilha que leva até o farol. Há duas salinas no interior da ilha de águas cor-de-rosa e a vista do alto do morro do farol alcança quase todo o canal de Sir Francis Drake e as ilhas ao seu redor. RHONE

8) Josh Van Dyke

É uma pequena ilha que tem um dos bares mais animados da BVI , o bar do Foxy. É um rastafári super famoso que fica tocando violão por lá. Ele inventou o drink mais famoso do arquipélago, chamado Pain Killer (melhor nem contar do que é feito, melhor você ir lá experimentar hahaha) JOSH VAN DYKE

Mergulho nas Ilhas Virgens Britânicas

 

 Ir ao Caribe e não mergulhar é perder o melhor da viagem. Ainda mais nessas águas! Ao contrário de muitos outros pontos do Caribe, as águas das Ilhas Virgens Britânicas não oferecem mergulhos em grandes profundidades. Seu forte são os naufrágios rasos e a exploração em torno dos recifes e magníficas formações rochosas que formam túneis, cavernas e cânions submersos. As operadoras de mergulho locais oferecem vários roteiros em barcos especializados ou mesmo a hospedagem a bordo por vários dias (e com direito a vários mergulhos por dia), nos chamados living aboard.

Naufrágio Rhone – Salt Island

O naufrágio do navio Rhone, um vapor britânico que afundou durante um furacão em 1867, é um dos mais procurados pelos turistas-mergulhadores. Era um navio de propulsão mista – vela e vapor – que naufragou ao colidir com o costão rochoso da ilha, quando tentava escapar de um furacão. O contato da água com as caldeiras causou grande explosão e o partiu em dois. A área do naufrágio é bem extensa e são necessários pelo menos dois mergulhos para conhece-lo por inteiro. A proa ainda está praticamente intacta, a 24 metros de profundidade, deitada sobre o costado de boreste.

É possível penetrar em seus compartimentos ziguezagueando até o porão, onde se abre um grande túnel com acesso ao mar aberto. A proa está completamente incrustrada por esponjas e corais. Tartarugas, lagostas, cardumes e uma infinidade de peixes tropicais completam o visual. A popa, bastante desmantelada e espalhada por uma área fica para o dia seguinte. O hélice e o leme estão na parte mais rasa, quase atingindo a superfície a superfície e descendo até os 12 metros. Em um platô mais profundo encontra-se parte do mastro, as caldeiras e um grande eixo. RHONE

Cavour Rock – Ginger Island

 A visibilidade é estupenda, mais de 30 metros, e o fundo é repleto de grandes esponjas-barril. Existe um rochedo que dá quase para dar uma volta completa, acompanhados por tartarugas, cardumes e lagostas.

Caverna Grand Central – Guana Island

É um túnel com 100 metros de comprimento espuclido pelo mar na encosta da ilha. A entrada está a 16 metros de profundidade e a caverna sobe até os cinco metros, onde há uma saída lateral para o mar aberto. Há uma claraboia no teto que a deixa toda iluminada. MERGULHO 1

Wall to Wall – Virgem Gorda

 Um mergulho tranquilo, sobreavoando um lindo jardim de corais, acompanhado por  tartarugas e peixes coloridos por todos os lados.

Seal Rock – Ihotas e rochedos que ficam entre Tortola e Virgem Gorda.

Um pico submerso que aflora poucos centímetros na tona d’água. O percurso é um espiral, subindo dos 25 metros para a superfície, dando várias voltas no recife. O rochedo é decorado por gorgônias, corais e anêmonas. Tudo muito colorido. MERGULHO 2

The Blinders – Virgem Gorda (The Baths)

Engana-se quem vai ao The Baths e pensa que as formações rochosas ficam só na superfície. O melhor é que esta formação rochosa segue para debaixo d’água  e forma um recife incrível. O lugar é raso, não ultrapassa os 15 metros de profundidade e normalmente ondas fortes quebram sobre ele. Mergulhar neste ponto, só em dias com mar parado, o que é bastante raro, três a quatro vezes por ano. MERGULHO 3

Onde se hospedar nas Ilhas Virgens Britânicas

 

Para quem pode se dar o luxo…

O gigantesco trimarã Cuan Law, de 105 pés, é o maior do gênero no mundo e oferece nada menos que dez suítes de luxo e cozinha de primeira. E entre um mergulho e outro é possível velejar nos hobbie cats que o Cuan Law leva a bordo ou caminhar pelas praias desertas onde ele ancora. Mergulhar assim, todo mundo adora. Até quem não mergulha!

Aos que nem nós, que sempre buscam custo-benefício que cabe no bolso…

A maneira mais comum de conhecer as ilhas é a bordo de um veleiro – e foi assim que eu conheci todas as ilhas em janeiro de 2012, a bordo do catamarã Ocean Eyes . Um dos motivos pelo qual eu viajo muito pelo Caribe é que meu pai, Alcides Falanghe, junto com sua mulher, Tatiana Zanardi, cansaram da loucura de São Paulo e há três anos moram pelo mar do Caribe a bordo do Ocean Eyes e recebem turistas no barco. Ou seja, você também pode ser hóspede deles! Cada temporada eles estão em um lugar do Caribe. Eles fazem charter (hospedagem all inclusive a bordo) nas Ilhas Virgens Britânicas entre os meses de janeiro-março.

Quem tiver interesse você pode visitar o site deles com todas as informações, clicando aqui 

Para quem quer ficar em terra

A maior ilha do arquipélago possui hotéis com ótima estrutura e que oferecem passeios em barcos de turismo pelas ilhas. Lembrando que estes passeios em geral possuem um grupo cheio de turistas e acabam limitando bastante o tempo em cada local. Com a opção de se hospedar em um veleiro é você quem decide onde quer passar… Mas, os hotéis e resorts de luxo ficam por ali em grande parte!  Um outro que é bem bacana e aí já é para quem pode gastar um pouco a mais é o Biter End, na Virgem Gorda. É um super resort que oferece uma estadia muito mais exclusiva, com esportes náuticos, Kitesurf, mergulho e passeios. Confira aqui no Booking a melhor opção para você

Nossas Dicas para quem vai às Ilhas Virgens Britânicas

  Faço questão de escrever este post para te pedir atenção a uma coisa quando você for velejar nas Ilhas Virgens Britânicas: PASSE PROTETOR SOLAR! Durante as velejadas que podem durar horas, você vai sentir um vento delicioso e esquecer que está debaixo do sol, ou até lembrar – como foi meu caso – mas querer arrasar no bronze! Essa ideia me rendeu uma ensolação danada.

Perdi 2 dias de viagem de cama, com 40 graus de febre, sem força pra absolutamente nada, longe de qualquer civilização que pudesse tratar a minha doença. Foi horrível. Por isso, maneire no sol, faça um seguro de saúde para viagens e aproveite bastante tomando cuidado com o sol!    

Publicado em: 21 de agosto de 2014 às 2:28

Deixe uma Resposta

2 Comentários

  1. PAULO SERGIO BARBOSA DE OLIVEIRA

    Boa noite, saberiam informa quais ilhas do caribe necessitam visto americano?
    Parabéns pelo site, gostamos bastante mesmo.
    Abs
    Paulo e Regina

    -2
    • vivaomundo

      vivaomundo

      Olá, Paulo.

      Que bom que gostaram! Fico feliz.

      As ilhas que precisam visto americano são as colônias americanas (como Ilhas Virgens Americanas, Porto Rico) ou se fizer escala em Miami para chegar em qualquer ilha (como Turks & Caicos e afins) também precisa de visto!

      Se você não quiser tirar visto, vale investir nas ilhas mais ao sul: Bonaire, Curaçao, Aruba, República Dominicana, Barbados, Santa Lúcia e afins.

      Espero ter ajudado!