São Francisco Xavier SP – O Guia para Conhecer a Cidade

por Virginia Falanghe
3 comentários

Confira um guia completo com tudo o que você precisa saber para conhecer São Francisco Xavier, em São Paulo: Como chegar, o que fazer, passeios, bons restaurantes, recomendações de pousadas e outras dicas. ☺️

Envolvido pelas montanhas verdes da Serra da Mantiqueira, São Francisco Xavier é daqueles pequenos refúgios onde o tempo parece passar mais devagar. 

Distrito de São José dos Campos, em São Paulo, é só subir a serra sinuosa que sai da cidade do Vale do Paraíba para sentir a atmosfera do campo – despretensiosa, tranquila e acolhedora – apropriar-se de qualquer ritmo exacerbado que ainda perdure da semana acelerada das metrópoles.

Não é preciso muito tempo em São Francisco Xavier para sentir a mente aquietar. Seja pelo povo hospitaleiro, pelas diversas opções de cachoeiras e trilhas em meio à natureza, pela excelente gastronomia que dá vida ao pequeno centro ou pelas pousadas que garantem noites de sono deliciosas embaladas por aquele barulhinho de mato sem igual.

Em meio à Serra da Mantiqueira, abriga rios cristalinos como o Rio do Peixe e uma área de preservação ambiental. Nela, vive uma variedade de espécies – inclusive ameaçadas – como a jacutinga, jaguatiricas, esquilos (nós vimos um), e o famoso macaco muriqui.

Falando nisso, a cidade dá um baile em termos de conservação. Até no meio do nada você vê a preocupação da população com a coleta seletiva e com o cuidado ao meio ambiente.

Querida por casais paulistas, cariocas e mineiros em busca de uma escapada romântica em meio à natureza, São Francisco Xavier oferece passeios, restaurantes e hospedagens para quem procura sossego e uma imersão deliciosa na natureza.

São Francisco Xavier - O Guia Completo para Conhecer a Cidade
Mirante Pedra da Divisa, que corta MG e SP, na trilha do Pouso do Rochedo.

Neste guia completo de São Francisco Xavier, você vai encontrar:

*Caso queira cortar caminho aqui no post, é só clicar nos links do sumário para navegar direto para o tópico que te interessar. ?

História de São Francisco Xavier SP

A história de São Francisco Xavier começa há séculos, com a chegada dos Bandeirantes (que inclusive ainda deixaram resquícios na cidade – falamos mais abaixo). Porém, foi só em 1892 que tornou-se distrito de São José dos Campos, vivendo basicamente da agropecuária.

Foi mesmo nas últimas décadas que São Francisco Xavier começou a ficar conhecida por seus encantos naturais. O estilo de vida ligado ao verde atraiu artistas, chefs de cozinha e pessoas em busca de qualidade de vida que investiram em ótimos restaurantes e pousadas.

Esse investimento na boa infraestrutura turística deu certo. Nos últimos anos ganhou esse ar mais “cool”, que atrai casais e famílias em busca de um refúgio e charme em meio à natureza.

Como chegar em São Francisco Xavier

Apesar da serra sinuosa que liga São José dos Campos à São Francisco Xavier, a viagem é bem tranquila e dura, em média, 2h30 de carro da capital paulista.

De São Paulo, é só pegar a Rodovia Dutra ou Ayrton Senna até São José dos Campos. Chegando lá, é preciso cruzar a cidade até encontrar a Rodovia Monteiro Lobato. Nela, começa a serra sinuosa em meio à Mantiqueira, que dura cerca de uma hora e meia. Para quem tem problemas de enjoo, é bom levar um remedinho.

Assim que a serra acabar, você vai passar pelo distrito de Monteiro Lobato, e 20 minutos a frente fica São Francisco Xavier.

Confira no mapa:

Como se locomover

As distâncias do centro da cidade de São Francisco Xavier para as principais e atrações costumam ser longas. Os percursos, normalmente, atravessam longas estradas de terra.

Por isso, é melhor se locomover por lá com um carro alto. Se tiver um 4×4, apesar de não ser necessário, é ainda melhor.

Ah, e se você acha que Monte Verde fica pertinho – saiba que a Serra da Mantiqueira separa as cidades. Pela estrada, são quase 2 horas de carro entre uma e outra. Porém, existe uma trilha de 22km (ida e volta) que alguns aventureiros arriscam em conhecer a pé.

Qual é a melhor época para conhecer a cidade

Muita gente fala que São Francisco Xavier é boa mesmo de conhecer no Inverno. Porém, não é bem assim.

Claro que no Inverno o friozinho deixa tudo mais romântico, e o tempo é excelente para trilhas mais intensas. Nós fomos em Julho e adoramos. Demos ainda sorte de estar no fim de semana da Festa Junina Comunitária da cidade, que aconteceu em frente à praça principal, com direito a casório caipira, quadrilha, super animação e comidinhas deliciosas. Maravilhoso!

Porém, se você quer um banho de cachoeira, não vai ser no Inverno que vai conseguir. Além disso, como é alta temporada, os preços das pousadas ficam mais altos.

A verdade é que vale a pena conhecer São Francisco Xavier quando estiver com vontade, independente da época do ano.

Nas meias-estações e verão, os preços das hospedagens ficam mais em conta, dá para curtir as cachoeiras e – com um pouco mais de água na mala – encarar as trilhas também.

Só dê uma olhadinha para ver se não vai chover quando for. E, se for ficar em uma pousada, agende pelo Booking.com alguma que tenha cancelamento ou troca de datas grátis. Assim, você tem mais flexibilidade para viajar quando o sol aparecer por lá.

Julho em São Francisco Xavier
Nós visitamos São Francisco Xavier em Julho, no fim de semana do dia 14 /07/2019, e demos sorte de pegar a Festa Junina Comunitária da Cidade. Na foto, a preparação. A noite teve um agito divertidíssimo, com direito à casamento, quadrilha e comidinhas caipiras deliciosas.

Planejando a viagem para São Francisco Xavier SP

Pousadas em São Francisco Xavier

Nós ficamos em um chalé chamado Ninho do Rei, que fica bem pertinho do centro da cidade. Como no Inverno o preço das hospedagens estava muito além do que gostaríamos de gastar, encontramos no Ninho do Rei um excelente custo-benefício.

O chalé é completo, com cozinha, quarto, sala de estar, banheiro privativo e ainda possui uma deliciosa lareira e um terraço com uma vista panorâmica. Perfeito para casal – e bem mais bonito que nas fotos do Booking.com

Eles também oferecem uma casa com cinco quartos para famílias ou grupos de amigos. Essa sim, M-a-r-a-v-i-l-h-o-s-a. E a vista então, nem se fale!

Clique aqui para checar os preços e disponibilidade do Ninho do Rei

O que levar na mala

Não deixe de levar na mala blusas de frio, mesmo em meia estação. O dia costuma ser ensolarado e quente ao longo do ano e à noite chega com aquele friozinho. Fizemos uma listinha para você não esquecer nada:

  • Blusas de frio (para a noite);
  • Roupas de banho (sim, para as cachoeiras);
  • Roupas de ginástica (para as trilhas);
  • Roupas íntimas;
  • Calçados confortáveis;
  • Óculos de Sol;
  • Protetor Solar;
  • Câmera – bem carregada;
  • Carregadores de celular.

Lá em São Francisco Xavier, SP

O que fazer em São Francisco Xavier

Há muito o que fazer em São Francisco Xavier. Com certeza, será preciso voltar algumas vezes para conhecer todas as atrações naturais, trilhas e aventuras da cidade.

Confira nosso post o que fazer em São Francisco Xavier em um fim de semana.

Nós fizemos uma pequena seleção dos melhores passeios para você começar a planejar o seu roteiro:

Pouso do Rochedo

As trilhas que pertencem à pousada Pouso do Rochedo são uma das grandes atrações da cidade. Propriedade particular, é preciso pagar R$ 30 para ajudar na taxa de preservação do parque para entrar, na recepção do hotel. Porém, vale muito o passeio.

São diversas trilhas que você pode fazer. A mais completa delas, que nós fizemos, foi subir até o Mirante do Cruzeiro, que fica a 2.000m de altitude. Além da vista deslumbrante, lá fica uma cruz deixada pelos Bandeirantes nos tempos do descobrimento.

A subida é bem puxada, por ladeiras ingrimes, e dura cerca de 2 horas só a ida. Conte com mais 1h30 na volta. Nós fizemos o passeio em 3h30, mas tem gente que faz em 4h.

No meio do caminho, você vai encontrar 8 cachoeiras e 3 mirantes. A cachoeira mais linda é a Santa Bárbara, com 80 metros de altura. E a Cachoeira da Gruta também vale a pena.

Acompanhe no mapa:

A dica é começar o passeio pela Trilha Tropeiro, a direita, cruzar a ponte e subir os íngrimes 800m da trilha Montanha. Essa é a parte mais difícil. Depois, você chega no Mirante Pouso do Rochedo, a 1.800m.

Recupere o fôlego e suba mais 250 metros para a Pedra da Divisa, com uma vista magnífica do verde. Mais 500 metros de subida íngrime e você chega no Mirante do Cruzeiro. Vale a pena. Na descida, retorne pela trilha do Pinhal e deixe as cachoeiras mais lindas por último.

É puxado, é para quem está com o físico em dia, mas dá para fazer. Vale o passeio!

Centro da Cidade

A cidade de São Francisco Xavier é super bem cuidada. O centrinho é um charme e tudo acontece ao redor da praça central e da Rua 15 de Novembro. Nessa rua, ficam os principais e melhores restaurantes, que citamos abaixo.

É aqui também que vale a pena caminhar um pouquinho para visitar as lojinhas de artesãos locais. É puro charme!

A animada festa junina no centro da cidade, na praça principal de SFX.

Mirante Pedra São Francisco (Pedra do Porquinho)

O Mirante São Francisco é o ponto turístico mais famoso de São Francisco Xavier. E também um dos que tem uma das vistas panorâmicas mais lindas.

Também conhecido pelos locais como Pedra do Porquinho, é possível subir nas pedras para ter um panorama ainda maior da região.

Informações:

A entrada é grátis. A Pedra São Francisco fica a 16 quilômetros do centro por estrada de terra. Ou seja, são 40 minutinhos de carro da cidade até lá. Uma boa dica é combinar a visita com a volta à São Paulo, já que é praticamente caminho.

Cachoeira Pedro Davi

A cachoeira Pedro Davi é um passeio fácil, pertinho do centro da cidade. Se você quer encaixar ela em algum dos dias do roteiro, é bem prático chegar até lá. São apenas 2,5 km do centro, cerca de 5 minutinhos.

A entrada é grátis. Porém, é preciso pagar R$ 10 de estacionamento. Não espere uma super queda d água, mas é um passeio rapidinho para complementar o dia.

Outros lugares para conhecer em São Francisco Xavier:

Existem outras atrações que dificilmente dá para fazer tudo em um fim de semana. Porém, vale deixar anotadinho por aí caso seja a sua segunda vez por lá:

  • Cachoeira do Roncador – a 14 km do centro. Queda de 45 metros de altura, em propriedade particular.
  • Trilha da Toca do Muriqui – São 6 km de trilha considerada nível fácil. É para quem quer tentar a sorte de ver os macacos Muriquis, moradores da região
  • Pedra da Onça – Para quem vai encarar a longa trilha até Monte Verde, a Pedra da Onça é a parada no meio do caminho. É possível fazer a trilha para ir até lá e voltar, em cerca de 4h30. A trilha começa na Fazenda Monte Verde.
  • Trilha Queixo Dantas – É uma trilha de nível de dificuldade alta, com 6 km e 5 horas de duração. O passeio garante uma das vistas mais bonitas da região.
  • Reserva Ambiental Santa Bárbara – É uma reserva com trilhas e mirantes ao lado do Pouso do Rochedo. O mirante mais bonito é o Santa Bárbara. Propriedade particular e é preciso pagar.

Esportes e Aventuras

Se você quer encarar aventuras ainda mais intensas, a principal delas é a trilha de São Francisco Xavier para Monte Verde. A chamada Travessia S. Francisco Xavier Monte Verde é para quem está com o pique em dia. Tem gente que acampa no meio do caminho, na Pedra da Onça, e segue caminho. São 22 km ida e volta, por subidas íngremes. É melhor ir com um guia para não ter risco de se perder.

Se você procura algo radical, no centro da cidade existem algumas agências que oferecerem passeios como rapel, tirolesa, cascading, canyoning, voo livre, passeios de mountain bike, cavalgadas e aqua rise com monitor no Rio do Peixe e no Rio Santa Bárbara.

Restaurantes em São Francisco Xavier

São Francisco Xavier tem diversas opções de restaurantes. A dica é caminhar a pé pela Rua 15 de Novembro para encontrar o seu preferido. Estes são os melhores para você escolher:

Neo Armazém e Neo Burguer

Se tem um lugar imperdível para comprar – e comer – iguarias locais é o Neo Armazém. Na Rua 15 de Novembro, a principal da cidade, o armazém ganha pelo serviço atencioso e queijos deliciosos. Faça uma “pequena degustação” e leve queijos feitos na região para casa, ou para beliscar na pousada acompanhados de um bom vinho.

Como chegamos na sexta-feira à noite cansados, decidimos comprar uma Burrata (peça a tábua, que vem com nozes, molho pesto, rúcula e tomatinhos para viagem) e um queijo brie feito por um francês que mora na cidade. Levamos tudo para a pousada, acendemos a lareira, abrimos um bom vinho, e o jantar ficou ótimo! Já que a cidade é um refúgio romântico, #ficaadica para incluir na programação.

Ah, e em frente ao Neo Armazém, fica o Neo Burger, com opções deliciosas para quem está na vontade.

João de Barro Restaurante

O João de Barro é um dos melhores restaurantes da cidade. Cardápio com massas, risotos e bons vinhos garantem noites deliciosas para um jantar a dois. Os preços pelo prato variam de R$ 40 a R$ 60.

Restaurante João de Barro, em SFX.

Bem.te.vi street bar

Ao lado do restaurante João de Barro, fica o Bem.te.vi Street Bar, para quem quer tomar bons drinks ao ar livre. É uma boa pedida para um happy hour à tarde pós trilha. Se for no Inverno, talvez fique frio demais para ficar lá fora.

K2 Restaurante

Para quem quer uma massa artesanal deliciosa, o K2 restaurante também é uma boa pedida. Na Rua 15 de Novembro, mas um pouquinho mais abaixo do que os restaurantes mencionados acima, é uma opção para jantares deliciosos regados à um bom vinho.

Yoshi – Culinária Asiática

Se a sua vontade está mais para uma culinária asiática, o Yoshi também é um dos restaurantes mais famosos da cidade. Fica ainda mais para baixo dos outros restaurantes mencionados acima e oferece cardápio com iguarias do oriente.

Seu Xico

Está voltando de uma trilha com aqueeeela fome? Então vá no Seu Xico, culinária mineira bem caseira e deliciosa, por um preço acessível. Arroz, feijão, batata frita, frango, carne ou feijoada. Além dos diversos petiscos e cervejas artesanais feitas na região para provar.

Nós provamos a Gandhi Índia, com um sabor mais amargo, mas uma delicia! Vale a pena.

Onde Comprar

Dona Xica

Uma das lojinhas mais charmosas da cidade, Dona Xica tem diversas opções para decoração e cozinha. Tudo bem mineiro e charmoso, por preços acessíveis. Fica na Rua 15 de Novembro.

A Mantiqueira

A Mantiqueira é uma loja mais sofisticada, mas com peças brasileiras artesanais maravilhosas. Vale a pena a espiada. Fica na Rua 15 de Novembro.

SPAs

Bruxinhas do Mato

Se você busca relaxar, as Bruxinhas do Mato é um dos retiros mais procurados da cidade. Elas oferecem banhos terapeuticos, reiki, massagens e muito mais.

Mapa de pousadas em SFX:

Booking.com

Continue lendo sobre cidades no interior de São Paulo

São Bento do Sapucaí: Tudo para passar um fim de semana por lá

Pousadas em São Bento do Sapucaí que adoramos

O que fazer em Brotas: Como aproveitar ao máximo a cidade da aventura

Pousadas em Brotas que recomendamos

You may also like

3 comentários

arlete tutiya outubro 27, 2019 - 5:36 pm

Vi no YouTube o Chico abelha falando com dona cida que tem um trailer Onde vende o João deitado.aí me deu uma vontade de conhecer o João deitado da dona cida e essa cidade

Reply
Wellington Torres março 12, 2020 - 2:47 pm

Boa tarde a todos

Precisando de Uber ou 99 em São Francisco Xavier? Entre em contato pelo (11) 94761-4326 Wellington

Reply
Virginia Falanghe março 13, 2020 - 9:46 am

Opa! Sempre bom saber 🙂 Valeu, Wellington!

Reply

Deixe um comentário